5 de junho de 2017
publicado às 08h44
Governo autoriza projeto Atlas Solarimétrico do Tocantins

Governo autoriza projeto Atlas Solarimétrico do Tocantins

Com investimento de R$ 874.713,87, o Governo do Tocantins vai assinar a Ordem de Serviços do Atlas Solarimétrico do Estado, com o objetivo cientifíco de mapeamento detalhado na área de energia solar, assim desenvolvendo projetos para atrair investimentos para o Tocantins. A ação é desenvolvida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh). A assinatura ocorre no dia 7 de junho, às 9 horas, no auditório do Palácio Araguaia, dentro da programação da 23ª Semana do Meio Ambiente.

A iniciativa é resultado de um convênio com Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), para financiamento da execução do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins (PDRIS). A Ordem de Serviço será assinada com o consórcio ganhador da licitação, formado por três empresas internacionais: Nixus, IrSOLaV e STA – a escolha se deu pela experiência em projetos específicos envolvendo tecnologias, mapeamento e atlas solares; pesquisas e estudos de mercado na área solar; além de experiência em medições e suprimento e auditoria em plantas solares.

A secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Meire Carreira, destacou o grande potencial de energia solar do Tocantins. “Esse passo que estamos dando é uma ferramenta estratégica para consolidar o uso dessa energia renovável e limpa e de contribuir para o desenvolvimento sustentável do Estado”, afirmou, ressaltando que a elaboração do Atlas consistirá em atualizar, aprimorar e adquirir a base de dados de radiação global e dados meteorológicos acessórios; conhecer a distribuição espacial e temporal do potencial solarimétrico em todo território do Estado; gerar informações para impulsionar o mercado estadual na exploração da energia solar e sua transformação em energia elétrica de geração isolada, tanto fotovoltaica como termosolar, e em energia térmica; além de conceber uma base de cartas e mapas de isolinhas de fluxo de radiação solar global, médias, diárias, mensais e anuais espacializadas para todo o Tocantins.

Com o Atlas Solarimétrico do Estado, o Governo terá informações confiáveis e segura, por meio de metodologias, tecnologias e ferramentas mais modernas para a identificação e o mapeamento da disponibilidade de energia solar no território tocantinense. Com a base científica, o objetivo é obter resultados que serão usados para a elaboração das políticas públicas, planos, programas e projetos estratégicos que têm como pilar o uso de energias renováveis e sustentável, como é o caso da energia solar. (Suene Moraes/Governo do Tocantins).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014