24 de novembro de 2017
publicado às 09h13
Projeto visa implantação de terapias naturais em atendimentos pelo SUS

Projeto visa implantação de terapias naturais em atendimentos pelo SUSO presidente da Câmara Municipal de Sinop (MT), Ademir Bortoli (PMDB), desenvolveu o Projeto de Lei nº 147/2017, que está sob análise das Comissões competentes da Câmara Municipal e que tem por objetivo implantar na saúde pública de Sinop, terapias naturais que visam o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) do município e região.

Para o vereador o projeto vem ao encontro das políticas públicas de saúde e com a necessidade de melhorias, aumento no número de atendimentos e ainda apresenta baixo custo de implantação. “As vantagens da medicina natural e práticas complementares no SUS consistem na eficiência dos procedimentos, na resolutividade, recursos tecnológicos envolvidos, no baixo custo de implantação, nas demandas crescentes e satisfação dos usuários. Dentro do atual panorama da saúde pública é importante que novas políticas sejam estudadas e implantadas para melhorar o acesso da população a uma saúde de qualidade”, expôs Bortoli.

As terapias naturais são todas as práticas de promoção à saúde e prevenção de doenças, que se utilizem de recursos naturais. Dentre elas estão à massoterapia, fitoterapia, terapias florais, acupuntura, hidroterapia, aromaterapia, cromoterapia, geoterapia, quiropraxia, ginástica terapêutica, iridiologia e terapias de respiração.

O projeto especifica que as práticas terapêuticas poderão ser incorporadas nos diferentes níveis do SUS, na rede municipal. Sendo eles atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), clínicas especializadas e pronto atendimento, além de hospitais de grande porte e também no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), como meio de ação de prevenção de doenças, promoção e recuperação da saúde.

Em 2012, a Organização Mundial de Saúde (OMS), apresentou, em Genova, um documento em apoio e incentivo a políticas de saúde na área de medicina complementar. O documento tem como objetivo o incentivo a práticas ao sistema nacional de saúde; a promoção da segurança, eficácia e qualidade por meio da capacitação técnica e normatização dos seus serviços e melhorar o acesso a população menos favorecida.  (Dieny Vieira/Assessoria de Imprensa).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014