No Banner to display

15 de janeiro de 2018
publicado às 08h01
Proteção Ambiental do Amazonas investiga mancha de óleo

Proteção Ambiental do Amazonas investiga mancha de óleoDerramamento de óleo ocorreu nas proximidades da Marina Tauá. Responsáveis ainda não foram identificados.

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) devem voltar ao lago Tarumã-açu, na Zona Oeste de Manaus, na manhã desta segunda-feira (15), para investigar as causas da mancha de óleo que se alastrou pelo rio na sexta (12).

O óleo foi encontrado nas proximidades da Marina Tauá, perto de barcos e flutuantes, depois de denúncias feitas ao órgão. De acordo com o chefe de proteção ambiental do Ipaam, a mancha se dissipou rápido, por se tratar de um produto de categoria leve.

Segundo nota enviada à imprensa, o órgão ainda não conseguiu identificar de onde surgiu a mancha.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) informou que vai intensificar a fiscalização na área para tentar descobrir o responsável pela mancha. A punição é de multa e pode chegar a R$ 100 mil.

Em toda a área do Lago Tarumã existem pelo menos sete grandes marinas, que abrigam embarcações que utilizam, sobretudo, óleo diesel. Além das marinas, a fiscalização deve ser intensificada em áreas de flutuantes e pontões.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014