No Banner to display

12 de julho de 2018
publicado às 08h22
Ato contra o uso de rede de pesca que mata botos é realizado em SC

Ato contra o uso de rede de pesca que mata botos realizado em SCCentenas de pessoas participaram de uma manifestação em defesa de botos da espécie Tursiops Truncatus em Laguna, no estado de Santa Catarina. O objetivo do ato foi exigir que os órgãos ambientais atuem de forma mais rigorosa na fiscalização realizada contra a pesca feita com redes proibidas por lei e que matam botos acidentalmente.

A ação foi promovida após o boto Tufão morrer no início do mês. Ele é o terceiro animal da espécie a perder a vida por afogamento após ficar preso em uma rede de pesca. Além da manifestação, foi elaborado um abaixo-assinado que será entregue às autoridades competentes, inclusive ao governador do estado.

Cerca de 50 botos vivem na região de Molhes da Barra, onde foi realizado o protesto. As informações são do portal G1.

Pelo menos 200 pessoas participaram do ato. Enquanto elas se agrupavam para tirar uma foto em frente ao canal onde vivem os botos, um dos animais saltou na água ao fundo. Um dos participantes afirmou que ele havia saltado em agradecimento a ação dos manifestantes. O protesto reuniu moradores do município e pescadores.

Nota da Redação: a ANDA deseja que os pescadores que se uniram para pedir proteção aos botos se conscientizem e percebam que não há diferença entre os botos e os peixes. Todos os animais merecem respeito, todos eles devem ter o direito à integridade física, à vida e ao bem-estar resguardados. Portanto, não só os botos devem ser preservados, mas também os peixes, que são seres vivos que sofrem e, por causa da pesca, são submetidos a uma morte cruel, por asfixia ou esmagamento – devido ao peso de outros peixes colocados uns sobre os outros. (ANDA)

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014