No Banner to display

15 de agosto de 2018
publicado às 18h58
Prêmios voltados para desenvolvimento sustentável da Amazônia

Premios voltados para desenvolvimento sustentavel da AmazoniaRibeirinhos, comunidades, microempreendedores individuais, empresas, universidades e instituições públicas ou privadas com projetos voltados para o desenvolvimento sustentável da Amazônia já podem se inscrever nos Prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente 2018. As candidaturas podem ser realizadas até 31 de agosto, pelo site www.amazonia.ibict.br

A iniciativa tem como objetivo incentivar e reconhecer ações em prol da região amazônica e inclui duas categorias: uma para iniciativas pioneiras no Desenvolvimento Sustentável na Região Amazônica, e outra para contemplar trajetórias pioneiras de Personalidades dedicadas ao Desenvolvimento Sustentável da Região Amazônica.

Representante da Federação das Indústrias do Tocantins (FIETO) junto ao Prêmio Benchimol, José Roberto Fernandes destaca sua importância no contexto regional. “A Amazônia é especial, tem um modelo de desenvolvimento que é próprio da Amazônia, e esse Prêmio foca exatamente isso, como gerar negócios na Amazônia com perfil da Amazônia”, afirma, acrescentando que essa tem sido a tradição do prêmio ao longo dos anos, ou seja, gerar negócios sustentáveis a partir do aproveitamento de essências, frutos nativos, óleos e etc.

Fernandes observa que apesar do Tocantins não ser um estado amazônico, embora faça parte da Região Norte, tem a mesma capacidade de geração de economia a partir do cerrado, de seus recursos naturais.  “O coco babaçu, encontrado em abundância no extremo norte do Tocantins, é um exemplo de matéria-prima do cerrado com grande potencial e que ainda não recebeu a atenção que merece. Imagina um professor que tenha uma pesquisa sobre o babaçu. A chance dele mostrar isso nacionalmente é através do Prêmio Benchimol”, assevera.

As premiações recebem o apoio do Banco da Amazônia, grupo Bemol/Fogás, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), das Federações de Indústrias da Região Amazônica, Fundações de Amparo à Pesquisa da Amazônia Legal, dentre outras instituições.

Propostas – Os projetos podem ser apresentados por pessoas de todas as ocupações, de qualquer parte do Brasil e do exterior, desde que estejam diretamente relacionadas com o desenvolvimento da Região Amazônica.

Os trabalhos poderão ser apresentados individualmente ou em grupo e cada participante poderá se candidatar em mais de uma categoria, desde que com propostas distintas.

O julgamento será realizado em 18 de outubro e a outorga será dia 23 de novembro, na Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), que este ano sedia a premiação.

Histórico – Inicialmente, o Prêmio Professor Samuel Benchimol foi instituído em 2004, tendo seu lançamento e primeira realização no estado do Amazonas, por meio da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas – FIEAM. Ao longo dos seus 14 anos foram mais de 3.000 (três mil) inscrições e 177 premiações divididas entre projetos e indicações.

Serviço: Inscrições até dia 31 de agosto, pelo site www.amazonia.ibict.

Serviço: Assessoria de Imprensa FIETO (63) 3229-5775

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014