No Banner to display

1 de outubro de 2018
publicado às 19h57
Finalmente, ursa Marsha é transferida para santuário

Finalmente ursa Marsha transferida para santuarioChegou ao fim na tarde desta sexta-feira (21) a etapa do processo de transferência da ursa Marsha em solo piauiense. Após seis horas de preparação e acompanhamento, a ursa foi removida do Zoobotânico de Teresina e levada para o Rancho dos Gnomos, santuário localizado na cidade de Cotia, interior de São Paulo. A transferência da ursa está sendo feita em um avião da Força Aérea Brasileira, que decolou por volta das 16h30 do Aeroporto de Teresina.

Caixa de resgate

Após o encontro da equipe responsável pelo resgate com a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, foi dado o pontapé inicial para o processo de transferência do animal. A preparação iniciou por volta das 11h40 de hoje e incluiu profissionais das mais diversas áreas, como veterinários, biólogos e trabalhadores do Rancho dos Gnomos. A equipe multiprofissional composta por 14 profissionais acompanhou de perto o procedimento para garantir a segurança necessária para ursa.

Durante a espera, os profissionais precisaram serrar as grades da jaula onde Marsha estava sendo mantida para fazer com que a carreta que a levou até o aeroporto se aproximasse. Para atrair o animal para dentro da caixa de resgate, uma trilha de alimentos foi colocada até a caixa, dispensando a necessidade de sedativos. Depois de três horas, a ursa entrou espontaneamente na caixa, emocionando toda a equipe que acompanhava o resgate.

“É uma emoção muito grande, mas ainda estou um pouco apreensiva porque é uma longa viagem. Já podemos dizer que a primeira parte foi concluída com muito sucesso, exatamente como a gente pediu a Deus, sem anestesia, conversando com ela. Estamos muito emocionadas por poder fazer parte disso. Espero que seja o começo de uma nova era para os animais”, disse a atriz e ativista dos direitos dos animais Luísa Mell, que veio para Teresina especialmente para acompanhar a transferência da ursa. (Veja no vídeo abaixo)

A presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal, a piauiense Carolina Mourão, frisou que a operação tem uma importância para além da transferência da ursa, e abre as portas para a transferência de outros animais. Segundo ela, o modelo de zoológico urbano deve ser pautado como um local transitório, de acolhimento de animais da fauna nacional, para a futura extinção da presença de animais exóticos nesses locais. A presidente também agradeceu à mobilização de toda população piauiense. (Veja no vídeo abaixo)

Transferência para o santuário

Com a entrada da ursa dentro da caixa de resgate, a carreta responsável pela sua transferência saiu em comboio até o Aeroporto de Teresina. O avião da FAB permaneceu no aeroporto aguardando a chegada do animal, que foi transferido em segurança para o interior da aeronave. Além da ursa, toda a equipe multiprofissional, a atriz Luísa Mell e membros da Confederação Brasileira de Proteção Animal, também decolaram no avião da FAB para acompanhar a segunda etapa da transferência.

A previsão é de que o voo dure cerca de quatro horas até o Aeroporto Internacional de Guarulhos-SP, onde a ursa irá desembarcar e seguir para o Rancho dos Gnomos. De lá, a ursa será deslocada até o Santuário Rancho dos Gnomos, onde a equipe preparou um ambiente especialmente para ela. Na nova casa, a ursa será rebatizada e ganhará um novo nome: “Rovena”.

Por: Nathalia Amaral

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014