No Banner to display

1 de outubro de 2018
publicado às 20h08
Resgate da ursa Marsha, que agora se chama Rowena, foi um enorme sucesso

Resgate da ursa Marsha, que agora se chama Rowena, foi um enorme sucessoJá está em Joanópolis, interior de São Paulo, aquela que ficou conhecida na mídia como “a ursa mais triste do mundo”. Retirada pelo IBAMA de um circo que a explorava, Marsha foi colocada no zoológico de Teresina, no Piauí.

Mas a cidade é demasiadamente quente, especialmente para um animal com pelagem preparada para as temperaturas da Sibéria, região gelada que fica na Rússia. A Confederação Brasileira de Proteção Animal, em parceria com ativistas de vários estados, conseguiu na Justiça que a ursa fosse transferida para um lugar mais adequado e o santuário escolhido para receber o animal foi o Santuário Rancho dos Gnomos.

Fabio Chaves, fundador e infoativista do Vista-se, acompanhou toda a megaoperação para gravar cenas para um vídeo documentário e para alimentar as redes sociais do santuário Rancho dos Gnomos durante o traslado da ursa.

Toda ação envolveu dezenas de profissionais de diversas áreas e contou com apoio terrestre da Porto Seguro Seguros e apoio aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB).

Antes Marsha, a ursa foi rebatizada para Rowena (pronuncia-se “rovena” e significa “luz”) assim que entrou na carreta de transporte do Rancho dos Gnomos.

Rowena fez o reconhecimento de sua nova casa, construída com apoio financeiro do Instituto Luisa Mell, nesse sábado (22). Ela está muito bem e ajudou muito em toda a viagem, se comportando com muita calma e paciência.

Todos os detalhes dessa história serão contados em um vídeo documentário que será publicado em breve.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014