16 de novembro de 2018
publicado às 13h29
Dia do Pantanal: mais de 500 crianças em ação pelo Pantanal

Dia do Pantanal- mais de 500 criancas em acao pelo PantanalPor Marcos Piovesan

Quando pensamos no Pantanal logo vem em nossa mente imagens de águas que envolvem tudo à sua volta. Árvores viram ilhas, decoradas por centenas de pássaros que descansam em seus galhos. Peixes nadam em abundância e grandes mamíferos como a onça pintada, desfilam à céu aberto.

Essas imagens não são por acaso. O Pantanal é a maior planície alagável do mundo, estendendo-se por três países, Brasil, Bolívia e Paraguai. Dentro de seus 170 mil quilômetros quadrados, caberiam Bélgica, Suíça, Portugal e Holanda. Sua biodiversidade se expressa em mais de 4.700 espécies de animais e vegetais já catalogados. Biodiversidade que oferece uma enorme oportunidade de desenvolvimento econômico e social para o Brasil.

A imagem descrita acima, diz respeito à famosa planície pantaneira. Entretanto, o Pantanal faz parte de uma bacia hidrográfica mais ampla, conhecida como Bacia do alto Paraguai. E são as áreas altas desta bacia, localizadas no Cerrado, que fornecem boa parte de suas águas. Esta região, localizada no estado do Mato Grosso, leva o nome de Cabeceiras do Pantanal.

Segundo o estudo “Bacia do Alto Paraguai – uso e ocupação do solo”realizado pelo WWF-Brasil, a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e a Fundação Tuiuiú, 55% da região das Cabeceiras do Pantanal foi desmatada, o que significa um grave risco ao futuro do Pantanal tal qual o conhecemos hoje.

Por esse motivo, nossas ações de comemoração do Dia do Pantanal deste ano estão sendo realizadas justamente nesta localidade. Com uma programação de três dias, que começo no dia 11 e vai até dia 13 de novembro, cerca de 500 crianças das cidades de Cuiabá, Santo Antonio de Leverger e Várzea Grande devem participar de palestras e de ações de limpeza de rio. Também foram distribuídos gibis “Chico Bento vai ao Pantanal”, produzidos em pareceria entre o WWF-Brasil e a Maurício de Sousa Produções. Chico Bento que é hoje o embaixador do Pantanal.

A iniciativa visou sensibilizar estudantes, professores e a população em geral sobre os riscos ambientais que o Pantanal vem sofrendo e como podemos agir em prol de sua preservação e de um futuro sustentável.

Desde 1998, o WWF-Brasil desenvolve ações de longo prazo de conservação do bioma. O objetivo é promover a conservação da biodiversidade por meio da criação e implementação de unidades de conservação, preservação de espécies, incentivo a atividades econômicas de baixo impacto ambiental e promoção do desenvolvimento sustentável.

Entre alguns dos projetos atualmente desenvolvidos pelo WWF-Brasil, damos destaque ao Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal, uma estratégia de gestão participativa, que envolve ONGs, instituições públicas e empresas em ações de recuperação e preservação de nascentes e rios que abastecem o Pantanal.

O Observatorio Pantanal, é um outro projeto que visa o fortalecimento da sociedade civil. Ele atua como uma rede que integra informações relativas ao bioma pantanal e promove incidência em políticas públicas, conservação e valorização cultural para o desenvolvimento sustentável.

O WWF-Brasil atua também no fortalecimento das áreas protegidas, através de projetos de aprimoramento de gestão destas áreas junto a entidades governamentais.

E por fim, damos destaque ao projeto de pecuária sustentável, pioneiro no Brasil, e criado pelo WWF-Brasil junto à Associação Brasileira de Produtores Orgânicos (ABPO). Projeto que possibilita a preservação do solo e do bioma pantanal, bem como oferece ao consumidor um alimento mais saudável e ao pecuarista acesso a novos mercados.

O Pantanal é ainda hoje o bioma mais preservado no Brasil. Em grande parte, graças ao Ciclo das Águas que enchem até 90% de seu território todo ano. Entretanto, essa dinâmica encontra-se ameaçada, devido à exploração e desmatamento de suas Cabaceiras. A cada ano que passa o WWF-Brasil tem fortalecido suas ações nesta região, e pretendemos seguir assim, rumo a um futuro mais próspero e sustentável para o povo local e para o Brasil.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014