20 de maio de 2019
publicado às 15h25
Palmas chega aos 30 anos como um dos destinos turísticos mais organizados do Estado

Palmas chega aos 30 anos como um dos destinos turisticos mais organizados do Estado

Localizada na região turística das Serras e Lago, Palmas é a cidade tocantinense com maior oferta de hotéis e restaurantes de qualidade, dois shoppings, centro de convenções, e se há alguns anos servia somente como acesso ao Jalapão e outras regiões turísticas famosas, hoje se firma como destino turístico de negócios, lazer, esporte, história e ecoturismo.

A área que até 1988 fazia parte do Estado de Goiás e se dividia entre três fazendas, em apenas um ano daria vida a uma cidade bela, inaugurada em 20 de maio de 1989, e que ao longo dos anos se tornaria conhecida por sua organização e inúmeros potenciais. A população palmense é formada por gente de todos os cantos do País, e possui aproximadamente 292 mil habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A cidade caracterizada pelo planejamento possui traçado em forma de cruz, formada por duas largas avenidas, Joaquim Theotônio Segurado e Juscelino Kubitscheck (JK) – homenageando o primeiro governante a defender a autonomia do antigo norte goiano, há dois séculos, e o criador de Brasília –, tendo a Praça dos Girassóis ao centro.

Praça dos Girassóis

Cartão postal da cidade, a maior praça da América Latina é um complexo arquitetônico que reúne as sedes dos três poderes públicos estaduais, o Palácio Araguaia (Executivo), a Assembleia Legislativa (Legislativo) e o Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (Poder Judiciário), além de boa parte das Secretarias de Governo.

Completam a estrutura da Praça dos Girassóis dezenas de monumentos e obras de arte que homenageiam o povo tocantinense e ajudam a contar a sua história, entre eles o Memorial Coluna Prestes, uma obra do arquiteto Oscar Niemeyer. O local homenageia a Coluna Prestes e a sua passagem pelo território tocantinense entre os anos de 1920 e 1930.

A obra em concreto é marcada pelas curvas sinuosas, características de Niemeyer. A escultura em bronze do Cavaleiro da Luz, representando Luiz Carlos Prestes, foi criada pelo artista plástico Maurício Bentes. Ao seu lado, o Monumento 18 do Forte homenageia revolta militar ocorrida no Rio de Janeiro, em 1922.

Atrativos

Localizado em uma das entradas da cidade, o Museu Histórico do Tocantins, mais conhecido como Palacinho, foi o primeiro edifício construído em Palmas e primeira sede do Poder Executivo do Tocantins.

Hoje, reúne uma importante coleção de objetos artísticos e arqueológicos, étnicos, tradicionais e naturais. Construído em madeira, o prédio passa por revitalização e está fechado para visitação pública.

Outros importantes atrativos da cidade são os parques Cesamar, na região sul da cidade, e dos Povos Indígenas, na região norte, as cinco praias permanentes – Caju, Prata, Arnos, Buritis e Graciosa, de onde partem flutuantes para passeios pelo lago e Ilha do Canela -, e o Distrito de Taquaruçu, distante 32 km do centro da cidade, que possui 82 cachoeiras catalogadas, sendo a do Rocador uma das mais belas e visitadas, além de outras atrações, como a Pedra do Pedro Paulo e a tirolesa da Chácara Pontal do Meio. Para os amantes dos esportes radicais, o parapente é praticado na região de Taquaruçu Grande. As decolagens são feitas na Serra do Carmo, acessível pela saída para a cidade de Aparecida do Rio Negro.

Acesso

Com capacidade para receber 370 mil passageiros/ano, o Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues recebe voos diários de quatro empresas aéreas de grande porte. Anunciada recentemente pelo Governo do Estado, a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis para aviação de 14% para até 3% tem provocado o aumento no número de voos diretos a Brasília, São Paulo e Goiânia, e a partir de julho, a Azul oferecerá voos diretos para Recife. Também está em negociação a ligação direta com Manaus.

Por via terrestre, o Estado é cortado pela BR 153, ou Belém-Brasília, o que facilita a ligação com todo o território nacional. Já a rodoviária tem capacidade de embarque de sete mil  pessoas/dia, com ônibus para todas as capitais e maiores cidades do país.

Apoio da Adetuc

Visando a participação dos municípios que integram a região turística das Serras e Lago no Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil, do Ministério do Turismo, a Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) é mediadora da criação do Fórum Permanente Serras e Lagos. A reunião que reativou esta instância de governança regional ocorreu na última quinta, 16, cabendo aos técnicos da Superintendência de Turismo prestar as orientações necessárias aos municípios que integram a região, inclusive para a atualização de dados no Mapa do Turismo do Brasil e futura captação de recursos para melhorias nos equipamentos turísticos e capacitações profissionais. (Seleucia Fontes / Governo do Tocantins)

 

 

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014