2 de julho de 2019
publicado às 16h13
Temporada de praia terá WhatsApp para denúncias sobre crimes ambientais

Temporada de praia Tocantins denuncias sobre crimes ambientais

Essa temporada de praias no Tocantins vai contar com uma importante ferramenta para fiscalizar crimes ambientais: o Whatsapp Consciente. O serviço faz parte do projeto Praia Consciente, que foi lançado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) neste fim de semana. O canal servirá para receber denúncias que serão encaminhadas para os órgãos de fiscalização.

Durante o mês de julho também será realizada a Blitz Ambiental para levar informação a turistas e moradores sobre o descarte correto do lixo, com o objetivo de manter as praias limpas e evitar contaminação.

De acordo com a secretaria, as blitze serão realizadas em 14 cidades: Palmas, Lajeado, Miracema, Porto Nacional, Peixe, Caseara, Araguacema, Tocantínia, Pedro Afonso, Xambioá, Araguatins, Tocantinópolis, Itaguatins, Paranã e São Salvador.

O whatsApp Consciente vai funcionar no telefone (63) 9 9988-0030, durante toda a temporada de praia. O canal será gerenciado pela Semarh e as informações serão encaminhadas para o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) para apuração das denúncias de crimes ambientais.

Durante a temporada de praia, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) está realizando a blitz ambiental através do projeto Praia Consciente, que consiste em ações de educação ambiental.

As atividades são destinadas às comunidades ribeirinhas, turistas, banhistas e comerciantes e tem como objetivo alertar sobre o descarte correto do lixo e queimadas. A grande novidade do projeto Praia Consciente é a participação direta da população através do whatsapp, 9 9988 0030.

As primeiras visitas foram realizadas no último fim de semana nas praias de Palmas: do Caju, Prata, Arnos e Graciosa. O Projeto Praia Consciente vai reforçar o canal Linha Verde do Naturatins (0800 63 11 55). Qualquer pessoa que constatar alguma irregularidade, agressão ao meio ambiente nas praias pode fazer a denúncia.

O diretor de Proteção e Qualidade Ambiental do Naturatins, Eliandro Carlos Gualberto, falou sobre a importância da parceria com a Semarh. “A união dos órgãos ambientais, em prol do meio ambiente é fundamental. Vamos alinhar para que estas denúncias sejam encaminhadas para o email do Linha Verde, no endereço linhaverde@naturatins.to.gov.br. As denúncias  serão inseridas no cronograma de atendimento do nosso canal Linha Verde”, pontuou.

Além da capital, a ação vai percorrer 14 cidades do Estado sendo Lajeado, Miracema, Porto Nacional, Peixe, Caseara, Araguacema, Tocantínia, Pedro Afonso, Xambioá, Araguatins, Tocantinópolis, Itaguatins, Paranã e São Salvador.

As orientações da blitz ambiental são diferenciadas para o público alvo. Aos barraqueiros a preocupação é com o descarte do lixo, principalmente o óleo de cozinha. Apenas um litro pode contaminar mais de 20 mil metros cúbicos de água.

Já para os turistas e banhistas, a orientação é de não deixar lixo no chão e não levar comida para a água, no sentido de evitar ataques de piranhas. Com relação aos campistas, a blitz ambiental vai insistir na questão das queimadas. Nos acampamentos é comum acontecer churrascos, e a preocupação dos técnicos é com o descarte do carvão quente diretamente no chão, porque pode provocar incêndios, por causa dos ventos fortes típicos desta época.

Para o Gerente de suporte ao Desenvolvimento de Socioeconômico do Naturatins, Rodrigo Casado de Freitas, o Projeto Praia Consciente é uma oportunidade de a sociedade civil participar de um processo de sensibilização da população que utiliza as praias do Tocantins nesse período.

“Nesta essa época, aumentam os riscos de impactos ambientais, devido ao grande número de pessoas nas margens dos rios e a melhor forma de evitar este problema, é com o trabalho preventivo. Do Naturatins também participaram da ação, a fiscal ambiental, Milena Ferreira Vieira, além da parceria de órgãos como Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) e Secretaria de Educação e Cultura (Seduc)”, concluiu.

A linha de whatsapp foi desenvolvida pela Assessoria de Comunicação da Semarh e estará disponível durante a temporada de praia.

Fontes: G1 e Governo do Tocantins – Por Carlos Gomes

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014