1 de agosto de 2019
publicado às 20h03
Secretários discutem melhorias na educação em Fórum de Governadores da Amazônia Legal

Secretarios discutem melhorias na educacao em Forum de Governadores da Amazonia LegalOs secretários de Educação dos Estados consorciados ao Fórum de Governadores da Amazônia, reunidos em Câmara Técnica, no Tocantins, discutiram melhorias para o processo de ensino e aprendizagem, considerando as especificidades e necessidades da região em que estão inseridos.

A anfitriã desta edição da reunião da Câmara e titular da Secretaria de Estado da Educação Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, destacou que as discussões realizadas têm potencial para refletir nos indicadores de todo o país. “Estamos pensando a educação de nove estados. As melhorias no ensino dessa região beneficiam uma parcela significativa da população brasileira, o que reflete nos indicadores do país”, apontou.

Participaram desta edição da reunião da Câmara Técnica da Educação, a secretária de Estado de Educação, Esporte e Lazer do Mato Grosso, Marioneide Kliemaschewsk; o secretário de Estado da Educação e Qualidade do Ensino  do Amazonas, Luiz Castro Andrade Neto;  o secretário de Educação, Cultura e Esporte do Acre, Mauro Sérgio Cruz; a secretária de Estado da Educação e Desporto de Roraima, Leila Soares de Souza; o secretário adjunto da Educação do Maranhão, Daniel Carvalho; a secretária adjunta de Educação do Amapá, Neurizete Oliveira; a secretária executiva do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Nilce Rosa da Costa.

A secretária do Mato Grosso e 2ª vice-presidente do Consed (representando a região Centro-Oeste),  Marioneide Kliemaschewsk, defendeu políticas diferenciadas para os estados da Amazônia Legal. “A Amazônia Legal tem diversidades relacionadas à educação indígena, quilombola, logística, como o transporte e a alimentação escolar, o alto custo de construção civil, especialmente no interior dos estados, o que merece uma atenção diferenciada”, ressaltou.

Já o secretário do Amazonas e 4º vice-presidente do Consed (representando a região Norte), Luiz Castro Andrade Neto, destacou a urgência das medidas para o fortalecimento da Educação. “Nós precisamos de fato de um programa diferenciado para a educação na Amazônia, que leva em conta nossas especificidades. Os custos de manutenção das nossas escolas são bem maiores. Na Educação não podemos esperar resultados a curto prazo, por isso precisamos começar a trabalhar agora”, pontuou.

Projetos Prioritários

Entre os projetos prioritários levantados pelos secretários estão a definição e implementação de políticas de financiamento para as demandas educacionais dos Estados Consorciados da Amazônia Legal, conforme especificidades regionais; e a implantação de programa de fomento e melhoria da qualidade da formação dos profissionais com foco nos indicadores educacionais e melhorias nas modalidades de ensino nas comunidades tradicionais. Também foi discutida a alfabetização até o 2° ano do primeiro ciclo, a política da educação infantil e o Novo Ensino Médio.

As pautas discutidas nesta quinta-feira serão levadas para Reunião Ordinária da Assembléia Geral do Consórcio Amazônia, que ocorre na sexta-feira, 02, para aprovação dos governadores, no intuito de que essas pautas passem a compor o Planejamento Estratégico do Consórcio da Amazônia Legal. (Cláudio Paixão/Governo do Tocantins)

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014