24 de setembro de 2019
publicado às 13h03
Queimadas deixam céu vermelho na Indonésia

Queimadas deixam ceu vermelho na IndonesiaO céu ficou vermelho sobre uma Província da Indonésia neste fim de semana, devido a incêndios florestais que se espalharam em grande parte do país.

Todos os anos, incêndios na Indonésia criam uma fumaça que pode pode acabar cobrindo todo o sudeste da Ásia.

Uma moradora da Província de Jambi que tirou fotos do céu disse que a fumaça “feriu seus olhos e sua garganta.”

Eka Wulandari, da cidade de Mekar Sari, capturou a vermelhidão do céu em uma série de fotos tiradas por volta do meio-dia no sábado (21).

“A neblina gerada pela fumaça estava especialmente espessa aquele dia”, disse ela.

Um meteorologista disse à BBC que a estranha coloração do céu foi causada por um fenômeno chamado Dispersão de Rayleigh, em que a luz é dispersada pelas partículas, e isso muda a cor do céu.

Eka Wulandari postou as fotos no Facebook e elas foram compartilhadas mais de 21 mil vezes desde então.

Mas ela disse à BBC News Indonésia que muitas pessoas duvidaram da veracidade.

“São fotos e vídeos reais, que tirei com meu telefone”, diz ela, que afirma que as condições continuaram na segunda-feira.

Outro usuário do Twitter postou um vídeo mostrando o céu com cores similares.

“Isso não é Marte, é a Província de Jambi”, disse Zuni Shofi Yatun Nisa. “Nós, humanos, precisamos de ar puro, não de fumaça.”

Explicação científica

A agência meteorológica da Indonésia, BMKG, disse que imagens de satélite revelaram diversos pontos de distribuição de “fumaça espessa” na região de Jambi.

O professor Koh Tieh Yong, da Universidade de Ciências Sociais de Singapura, explica que o fenômeno tem a ver com certos tipos de partículas que estão presentes no ar quando há neblina causada pela fumaça.

“Na neblina causada pela fumaça, as partículas mais abundantes têm cerca de 1 micrômetro, mas elas não mudam a cor da luz que nós vemos”, explica ele à BBC.

“No entanto, também há partículas menores, com cerca de 0.05 micrômetros ou menos, que não fazem muita neblina mas têm a tendência de dispersar mais a luz vermelha do que a azul — e é por isso que você veria mais vermelho que azul.”

Ele diz que o fato de as fotos terem sido tiradas por volta do meio-dia pode ter feito o céu parecer ainda mais vermelho.

“Se o céu está no alto e você olha para cima, você está olhando para a linha do sol, então pareceria que uma porção maior do céu é vermelha.”

O professor Koh acrescentou que esse fenômeno não “modificaria a temperatura do ar”.

O nível de fumaça e neblina observado em 2019 foi o pior em anos. Elas são causadas por queimadas na Indonésia e, em menor grau, na Malásia.

Os incêndios normalmente têm um pico entre julho e outubro, que é a temporada seca na Indonésia. De acordo com a agência nacional de resposta a desastres do país, mais de 328 mil hectares já queimaram só nos primeiros oito meses do ano.

Parte da culpa é de grandes corporações, fazendeiros e pequenos agricultores que se aproveitam das condições de seca para limpar a vegetação por meio de queimadas. A área depois é usada para plantações de palma, que geram polpa, óleo de palma e papel.

A técnica de queimada é a forma mais fácil para os agricultores da região para limpar suas terras e se livrar de doenças que afetam suas plantações.

No entanto, o fogo frequentemente foge de controle e atinge áreas florestais protegidas.

As queimadas são ilegais na Indonésia, mas têm sido toleradas pelas autoridades, com muitos críticos dizendo que corrupção e má administração contribuem para a situação.

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014