25 de setembro de 2019
publicado às 14h11
‘Temos direito a um futuro': quem é a menina brasileira que protestou com Greta Thunberg na ONU

Menina brasileira que protestou na ONUCatarina Lorenzo, de 12 anos, nunca tinha ficado diante de tantas câmeras como na segunda-feira, 23 de setembro, quando subiu ao palco de um salão da sede do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em Nova York.

Mas a jovem surfista de Salvador, na Bahia, não se deixou intimidar. “Eu pensei: ‘Vim aqui para mudar o mundo. Estou aqui para representar todas as crianças do mundo e fazer algo para acabar com as mudanças climáticas. Nada vai nos parar, nada vai conseguir me deter'”, diz Catarina à BBC News Brasil.

A brasileira foi porta-voz — junto com outras 15 crianças e adolescentes de 12 países, entre elas a sueca Greta Thunberg, de 16 anos — de uma reclamação formal contra a postura de Alemanha, Argentina, Brasil, França e Turquia no combate às mudanças climáticas.

Elaborada pela ONG Earthjustice e o escritório de advocacia Hausfeld, a petição apresentada ao Comitê de Direitos das Crianças da Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que estes cinco países não estão cumprindo compromissos assumidos para reduzir suas emissões de CO2 e, assim, ameaçam o bem-estar de crianças de todo o mundo.

“Estou aqui para exigir que todos os líderes do mundo nos ouçam e nos ajudem a parar as mudanças climáticas”, disse Catarina, em inglês, diante da plateia no Unicef.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014