7 de outubro de 2019
publicado às 14h10
Maioria dos brasileiros defende proteção de florestas

Maioria dos brasileiros defende protecao de florestas

Uma pesquisa Datafolha apontou que a maior parte dos brasileiros é a favor da proteção de florestas onde se encontram tribos indígenas isoladas. Contratada pelo Instituto Socioambiental (ISA), a sondagem mostrou que 93% dos brasileiros são a favor de políticas públicas que reforcem esta proteção.

Segundo informações da Folha, a pesquisa foi realizada entre 4 e 6 de junho deste ano, em 168 municípios de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

De acordo com a Fundação Nacional do Índio, há um quantitativo de 114 registros de índios isolados na Amazônia Legal.

Em seu discurso na 74ª Assembleia Geral da ONU, no entanto, Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que há 70 tribos vivendo em locais isolados. A reportagem da Folha solicitou esclarecimentos ao Planalto mas não obteve resposta até a publicação do texto.

O presidente ressaltou, também, que “pessoas de dentro e de fora do Brasil, apoiadas por ONGs, teimam em tratar e manter nossos índios como verdadeiros homens das cavernas”.

O tema aparece frequentemente em seus discursos desde o início da campanha presidencial. Bolsonaro já disse mais de uma vez que não demarcará novas terras indígenas e defende que as áreas protegidas sejam utilizadas para produção e aproveitamento mineral —ideia que a maioria dos brasileiros rejeita.

Para Adriana Ramos, assessora do programa de política e direito socioambiental do ISA, o discurso do governo Bolsonaro incentiva as invasões a terras indígenas e que os povos isolados são os mais frágeis nesse contexto.

“São terras onde as populações não estão atentas a esses movimentos de fora”, afirma Ramos, que cita as terras indígenas Ituna/Itatá, no Pará, e Arariboia, no Maranhão, como exemplos de áreas em que há tribos isoladas e que estão sofrendo invasões.

Fonte: Carta Capital

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014