7 de outubro de 2019
publicado às 17h38
Parque Solar garantirá autossuficiência energética a escolas de Palmas

Parque Solar garantira autossuficiencia energetica

Até o fim deste ano todos os 28 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) da Capital serão atendidos por energia fotovoltaica. O anúncio feito pela prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, na manhã desta quinta-feira, 03, no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira.

A troca de matriz energética dos Cmeis e outros prédios públicos será possível graças à licitação para implantação de sistema de geração de energia solar, cujo edital será publicado até o final do dia no Diário Oficial do Município (DOM). A licitação, modalidade pregão eletrônico, será aberta no próximo dia 16 de outubro e viabilizará a geração de 2,5 MegaWatts (MW) com investimento de R$ 12.820.676,34.

Trata-se, portanto, da primeira etapa do projeto de mudança da matriz energética da Prefeitura de Palmas, equivalente a 25% do projeto de implantação do Parque Solar, que garantirá autossuficiência ao Poder Público Municipal em relação ao consumo de energia elétrica. Conforme o projeto, o Parque Solar alcançará geração de 10 MW com investimento total de R$ 50 milhões, financiados pela Caixa.

“Há menos de 90 dias assinamos o contrato de financiamento com a Caixa. Com essa licitação vamos adaptar nossos prédios e economizar R$ 75 milhões em nove anos. Modelamos esse primeiro edital em moldes menores para permitir que empresas daqui, sozinhas ou consorciadas, possam participar. Estamos investindo em energia limpa e em estratégias de redução de custos fixos para o Município à longo prazo. Todos ganham. Ganham o Município, a sociedade e o empresariado local”, disse a prefeita Cinthia, na ocasião.

Mais detalhes

A secretária municipal de Educação, Cleizenir Divina Santos, manifestou entusiasmo com a celeridade com que os Cmeis devem ser atendidos. “A conta de energia é um gargalo importante até porque é necessária a climatização que eleva a conta das nossas unidades. O que economizarmos com certeza poderá se reverter na compra de mais recursos pedagógicos”, adiantou.

Vale ressaltar que todo o processo de construção do Parque Solar de Palmas será viabilizado em três lotes. As instalações utilizarão tanto placas de geração de energia solar em telhados, no solo e em carpot, isto é, cobertura de estacionamento.

Selos Solar

Além do anúncio, foram entregues 50 ‘Selos Solar’ para contribuintes que aderiram recentemente o programa Palmas Solar, a exemplo do empresário Hermando Soares. Ele contou que as deduções no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) obtidas com a adesão ao Palmas Solar em seu imóvel comercial alcançaram R$ 13 mil.

“Primeiro investi, por curiosidade, em 15 placas para duas residências em 2017, vi resultados rápidos. Este ano investi em 72 placas na empresa, onde consegui baixar a conta de uma média de R$ 4.500 para R$ 310, que se resumem, na verdade, em taxas. Mesmo já pagando as parcelas do financiamento bancário, ainda economizo R$ 600 por mês. Isso torna tudo muito vantajoso”, acrescentou Soares.

Adesão

Atualmente Palmas tem cerca de 600 contribuintes geram sua própria energia. Enquanto Rio Branco (AC), outra capital da Região Norte com proporções semelhantes em população, tem 78. “São 600 contribuintes que estão deixando de arcar com R$ 11 milhões por ano em custos com energia elétrica. Estamos avançando muito, reduzindo custos para o contribuinte, para a gestão e incentivando o empresariado e os munícipes a investir na economia de Palmas. É uma iniciativa que gera mais emprego e renda na cidade”, enfatizou o secretário municipal de Assuntos Estratégicos, Captação de Recursos e Energias Sustentáveis, Fábio Frantz.

Para entender mais benefícios fiscais previstos pelo programa Palmas Solar clique aqui. 

Autoridades

Durante a solenidade, estiveram presentes tanto a superintendente da Caixa no Tocantins, Silvana Melo, o gerente regional da Caixa, Vandeir Ferreira, o diretor de Relações Institucionais do grupo Energisa, Alan Kardec Moreira, o diretor do campus Palmas do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Wendell Eduardo Costa, o representante do Tribunal de Contas do Estado (TCE) João Paulo Aguiar e os vereadores Laudecy Coimbra, major Negreiros, Adão Índio, Felipe Fernandes, Lucio Campelo e Irmão Jairo. (Secom Palmas)

 

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014