16 de dezembro de 2019
publicado às 07h55
Brasil tenta bloquear acordo, mas discussões terminam em compromisso por metas mais rigorosas

Brasil tenta bloquear acordo

As mais longas negociações climáticas da história das Nações Unidas finalmente chegaram ao fim em Madri e deixam como primeiro resultado um acordo de compromissos – ao mesmo tempo em que postergam decisões importantes para o encontro do ano que vem.

Quase 200 países participaram da Cop-25 (conferência do clima da ONU). Exaustas após madrugadas seguidas de negociações, as delegações presentes no encontro conseguiram chegar a um acordo sobre a questão crucial de aumentar a mobilização global por cortes nas emissões de carbono e endurecer metas.

Segundo o pacto, todos os países precisarão apresentar novas promessas climáticas na próxima grande conferência prevista para o ano que vem em Glasgow.

Mas soluções para outras questões controversas, incluindo os chamados mercados de carbono (a possibilidade de países que emitem menos carbono ‘venderem’ créditos de CO2 às nações mais poluentes) foram adiadas até a próxima reunião.

Chegando até a bloquear o acordo temporariamente, o Brasil foi um dos principais obstáculos à assinatura do documento – cuja assinatura foi atrasada em 2 dias.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014