Salve a Amazonia
1 de agosto de 2016
publicado às 20h15
A estratégia covarde da construção do Trevo da Triagem Norte
A estratégia covarde da construção do Trevo de Trairagem NorteO lógico, na construção do Trevo de Trairagem, digo, Triagem Norte era começar pela construção das pontes laterais à ponte do Braguetto. Isso seria lógico pois a ponte existente está fragilizada, dizem que até ameaça cair. Mas por onde começam a obra do TTN? Cortando árvores e raspando a grama na área verde da Ponta Norte.
Por quê? Porque é uma estratégia covarde. Os construtores buscam destruir primeiro aquilo que mais tem valor para a sociedade: as árvores e as nascentes. Depois, com a área descaracterizada de seu valor natural, esperam seguir tranquilos com sua “engenharia”.
Sabedores de que havia um movimento de questionamento da obra do TTN, o governo e a empresa aparentemente resolveram acelerar, aproveitando que os questionamentos demoram tempo para se efetivar, e destruir aquilo que tem valor para o movimento.
Mas essa estratégia não fará diferença! A luta por uma obra sustentável continuará. Existe a restauração ambiental, que sairá mais caro para o governo e a empresa, e que poderá ser imposta caso seja constatado que a obra foi realizada sem que se cumprisse a Lei. Se os impactos sobre as nascentes serão adiantados, ainda haverão impactos negativos a serem evitados no trânsito.
De nada adiantará a covardia!
Será melhor para eles que eles parem para ouvir…
Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014