Salve a Amazonia
26 de agosto de 2016
publicado às 11h50
Agropecuária pode levar mais de 100 espécies à extinção

Agropecuária pode levar mais de 100 espécies à extincaoMais de 120 espécies correm risco de extinção no Reino Unido devido à agropecuária intensiva.

Centenas dos animais mais conhecidos do país – incluindo tipos de pica-pau e borboleta – estão ameaçados e alguns irão desaparecer completamente com o rápido declínio de suas populações, segundo um relatório do State of Nature que será divulgado no dia 14 de setembro.

O documento inclui pesquisas de especialistas de 53 organizações de animais selvagens e aponta a política agrícola como um dos fatores que agrava a sobrevivência das espécies.

Há três anos, uma pesquisa já havia sido publicada sobre o estado da vida selvagem do país. O novo estudo atualiza os dados divulgados anteriormente e acrescenta mais informações após uma avaliação do status de quatro mil espécies.

Richard Gregory, responsável pelo monitoramento de aves da Royal Societ é o líder do estudo. Em declaração ao The Sunday Times, ele afirmou que a maior ameaça aos animais é a “intensificação constante da agropecuária que leva muitas espécies à extinção”.

“Foram avaliadas 1.118 espécies em campos agrícolas, incluindo aves, mamíferos e plantas. Descobrimos que 123 estão ameaçadas de extinção no Reino Unido, o que é uma estatística terrível”, afirmou.

A pesquisa divulgada em 2013 sugeria que cerca de 60% das espécies havia diminuído nos últimos 50 anos e 31% enfrentava ameaças particularmente agressivas.

Entre os animais ameaçados está a borboleta wall. Embora ela seja bastante comum em terras agrícolas, os pesquisadores acreditam que sua população reduziu 87% nos últimos 40 anos.

De maneira similar, o número de cotovias diminuiu 60%, enquanto duas das 25 espécies de abelhas selvagens do Reino Unido já estão extintas. (ANDA).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014