Salve a Amazonia
26 de março de 2015
publicado às 20h05
Amazônia S/A conta epopeia da floresta
Série documental estreou neste domingo, no Fantástico, e mostrará em cinco capítulos as riquezas da Amazônia e como ela vem sendo destruída para atender a um modelo ultrapassado desenvolvimento

Estreou,  no Fantástico, o primeiro de cinco episódios da série “Amazônia Sociedade Anônima”, que mostra a importância da floresta em pé em contraposição ao modelo escolhido para a Amazônia, que leva a mais desmatamento todos os anos.

O documentário foi produzido pela Pindorama Filmes, com direção de Fernando Acquarone e Estevão Ciavatta, e narração de Fernanda Montenegro. A série documental retrata as ameaças a que vem sendo submetida a Amazônia, sob a ótica de especialistas e pessoas que vivem e dependem  da floresta. Márcio Astrini, coordenador da campanha da Amazônia do Greenpeace, foi um dos entrevistados.

No foco central da discussão está o modelo de desenvolvimento aplicado na região, onde populações que alí vivem não tem sequer acesso a serviços básicos, enquanto a floresta é destruída para atender as necessidades de mercados distantes. O documentário revela as riquezas da floresta e as pressões que este território sofre com a expansão de grandes obras de infraestrutura, agropecuária e a exploração ilegal de madeira.

No primeiro episódio, os diretores mostram a importância de manter a floresta em pé e os serviços que a Amazônia fornece, como a proteção contra furacões e a influência na geração de chuvas. No vídeo, o pesquisador Antônio Nobre explica como funcionam os rios voadores e porque eles são fundamentais para a produção de alimentos em todo o continente sul-americano.

Desde a década de 70, já perdemos quase 20% deste importante bioma e os fatos trazidos nesta série só reforçam a necessidade de uma política oficial de Desmatamento Zero. Em 2012 o Greenpeace lançou uma campanha por um Projeto de Lei de Iniciativa popular que torna o Desmatamento zero uma regra no Brasil. É preciso garantir a existência das florestas para que tenhamos água, alimento e ar puro no futuro. Por isso, assegurar sua preservação deve ser uma prioridade.

Precisamos de 1,4 milhões de assinaturas para levar este projeto ao Congresso Nacional e agora falta pouco!

(Greenpeace – Brasil).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014