Salve a Amazonia
19 de agosto de 2016
publicado às 14h06
Antiga fazenda de gado transforma-se em santuário para elefantes de circos e zoológicos

Antiga fazenda de gado transforma-se em santuário para elefantes de circos e zoológicosDuas elefantas asiáticas exploradas em circos serão as primeiras habitantes do Santuário de Elefantes Brasil, que realiza campanha de arrecadação de fundos na internet para seu transporte.

Maia e Guida trabalharam em picadeiros de circo por 4 décadas, desde filhotes, quando foram retiradas da natureza, na Ásia. Nos últimos 6 anos, vivem em um pequeno terreno rural, na cidade de Paraguaçu, Minas Gerais, sob os cuidados do advogado do circo em que trabalharam por tanto tempo, simplesmente por não terem um lugar melhor para viver desde que deixaram de se apresentar nos espetáculos.

Enquanto isso, a 1600 km dali, em uma antiga fazenda de gado no município de Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, uma equipe de construção – liderada por um especialista na construção de santuários em ambiente natural para elefantes – termina os preparativos para recebê-las.

O Centro de Tratamento Médico de Elefantes, um grande galpão aberto dos lados, com baias internas construídas com resistentes tubos de aço para perfuração de petróleo, será o local por onde as duas elefantas entrarão no Santuário.

O galpão dá acesso a uma área verde com pastos, árvores e um riacho, onde Maia e Guida iniciarão sua vida no santuário. A ideia é que passem a maior parte do tempo ao ar livre, com liberdade para caminhar, explorar, nadar, tomar banhos de lama e comer o que quiserem, quando quiserem. Ficarão no Centro Médico apenas durante tratamentos e exames.

Depois de Maia e Guida virão Ramba, que teve a vida muito parecida com a de suas futuras vizinhas, e outros elefantes que estão em cativeiro na América do Sul. O projeto começou a ser planejado em 2010 e deve estar totalmente pronto daqui a cinco ou seis anos. Toda a fazenda será cercada e haverá setores separados para elefantes Asiáticos e Africanos, por serem espécies de hábitos muito diferentes.

Para trazer as duas primeiras habitantes o Santuário de Elefantes Brasil lançou uma campanha de arrecadação de fundos chamada “A Jornada de Maia e Guida”.

O valor arrecadado será usado para pagar pela construção das duas caixas metálicas de transporte, câmeras internas de monitoramento, cintas de elevação, guindastes, aluguel dos caminhões e outras despesas dessa operação. Assista em um vídeo da TV norte-americana o quão trabalhoso é fazer esse transporte (assista aqui).

Não existe valor mínimo para doações: cada real doado as leva para mais perto de sua nova vida (doe aqui). (Portal Vista-se).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014