Salve a Amazonia
7 de fevereiro de 2015
publicado às 02h51
Casa da Mulher Brasileira deverá ser inaugurada em abril

94a38841c3e59c89632592dc79eb4822_XLA Casa da Mulher Brasileira do Distrito Federal deve ser inaugurada até a primeira quinzena de abril. O anúncio foi feito esta manhã pela ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Eleonora Menicucci, que apresentou a obra ao governador do DF, Rodrigo Rollemberg, e à secretária da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF, Marise Nogueira.

A unidade, na Asa Norte, reunirá serviços de apoio às mulheres que sofreram violência, como delegacia especializada, juizado e varas, defensoria, promotoria, equipe de atendimento psicossocial e orientação para emprego e renda. “O objetivo é integrar todos esses serviços em um mesmo espaço físico para facilitar o acesso às mulheres. Para que elas passem a ter garantia de vida. O Disque 180 (central de atendimento à mulher) também estará lincado diretamente aqui”, explicou a ministra Eleonora Menicucci.

O local, com 3,6 mil metros quadrados de área construída, está em fase de acabamento, e terá brinquedoteca, auditório, alojamento de passagem, espaço de convivência para as mulheres, além da patrulha Maria da Penha – sistema de transporte que levará a vítima de violência ao Instituto Médico Legal, para exame de corpo de delito, ou hospitais de referência do DF.

Toda a estrutura, que contará com 95 postos de atendimento simultâneos, com capacidade para até 200 atendimentos diários, fará com que a vítima receba todos os suportes de forma muito mais rápida. “Elas farão a denúncia, isso já se transforma em boletim de ocorrência e elas já saem da Casa de posse da medida protetiva, do juizado especializado em violência contra as mulheres, que determina a distância que o agressor deve manter da vítima”, concluiu a ministra.

Parceria
A Casa da Mulher Brasileira do Distrito Federal será a segunda inaugurada no Brasil. Em uma parceria entre o governo federal, Estados e municípios, serão inauguradas 27 unidades com o mesmo padrão em todo o País. A primeira, entregue na terça-feira (3), fica em Campo Grande (MS). Nos dois primeiros dias de atendimento, mais de 30 mulheres foram atendidas, quatro homens foram presos, e 22 medidas protetivas foram expedidas.

A construção da estrutura física é de responsabilidade da SPM-PR. Já a gestão da Casa ficará a cargo da Secretaria da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF, que cederá servidores e cuidará do fluxo de atendimento. Foram investidos R$ 7,5 milhões no espaço.

“Vamos tomar todas as medidas para que esse lugar seja um exemplo de enfrentamento, combate e punição à violência contra as mulheres, facilitando a vida daquelas que procuram o Estado para vencer a violência”, declarou Rodrigo Rollemberg, que se disse encantando com a estrutura do espaço e se comprometeu a fazer esforço para que o DF torne-se referência no Brasil. (Agência Brasília).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014