Salve a Amazonia
24 de março de 2015
publicado às 20h41
Começa contagem regressiva para os Jogos Olímpicos de 2016

2000px-Olympia_2016_-_Rio_(2)O diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mário Andrada, disse hoje (24) que a marca dos 500 dias que faltam para a abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 5 de agosto de 2016, simboliza o fim da etapa de planejamento e o início da fase de execução do evento. Principalmente na área de esportes, por onde o comitê começa a montar a estrutura dos locais de competição.

O presidente do Comitê Organizador e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, salientou a importância do início da contagem regressiva para os Jogos. “Hoje é um dia muito importante para todos que aguardam, com ansiedade, a abertura dos Jogos”. Ele anunciou que haverá também outra cerimônia dos 500 dias que faltam para as Paralimpíadas.

Segundo Nuzman, persiste a mesma adrenalina que ele sentiu na véspera da eleição do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas e também como atleta, quando disputou as Olimpíadas de Tóquio, no Japão, em 1964. “Nós queremos entregar jogos memoráveis, grandes transformações e celebrações”. Segundo o presidente do COB, o maior legado foi trazer os Jogos Olímpicos e Paralímpicos para o Brasil. Nuzman lembrou que todo o trabalho está sendo feito em união com os três níveis de governo (União, estado e município), e as obras seguem os cronogramas, “para serem entregues nos prazos”.

De acordo com Nuzman, um dos pontos que merecem ênfase é o esforço que vem sendo feito no sentido de incentivar as crianças a trabalharem e a estarem envolvidas no esporte, como atleta ou não. “Nenhuma outra indústria cresceu e se desenvolveu tanto”, observou Nuzman, referindo-se à indústria do esporte.

Ao todo, serão 44 eventos-testes para os jogos e cerca de 7,5 milhões de ingressos serão ofertados. Haverá 42 campeonatos mundiais em 17 dias, nos Jogos Olímpicos, e 23 campeonatos mundiais em 12 dias, nos Jogos Paralímpicos. “Nada se compara no mundo. Nada.”

Segundo Nuzman, o Rio de Janeiro será a cidade de maior transformação na história dos Jogos Olímpicos, superando Barcelona, na Espanha, e Tóquio. “O mais importante é o que está sendo feito, porque a população é a grande beneficiada”. Entre as obras que estão transformando a capital fluminense, ele citou o Porto Maravilha, além de obras nas áreas de transporte e infraestrutura da cidade.

O diretor de Comunicação, Mário Andrada, informou que a equipe de suprimentos entra em fase decisiva, a partir de agora. Isso envolve grandes compras para a montagem de estruturas temporárias. Serão definidas ainda as empresas que vão prover os serviços de hotelaria e alimentação na Vila dos Atletas e na Vila de Mídia.

Andrada destacou que ao serem contratados agora, esses serviços contribuirão para o aumento de emprego no Rio de Janeiro, à medida em que disponibilizarão 80 mil vagas temporárias, distribuídas nas áreas de alimentos e bebidas (14 mil), hotelaria (5 mil), serviços de limpeza (7 mil), transporte (8 mil), licenciamento (4 mil), segurança (19 mil), ingressos e hospitalidade (8 mil). Segundo ele, o efetivo de segurança exigirá um quadro ainda maior.

Andrada comemorou a conquista de novos patrocinadores para as Olimpíadas, entre os quais a Microsoft e a Alliansce Shopping Centers. O Comitê Rio 2016 superou em 7% a meta total de receita com venda de patrocínio, que era da ordem de R$ 2,5 bilhões, no ano passado. Para 2015 e 2016, a meta é atingir R$ 3 bilhões em patrocínio. Nesta terça, a 500 dias das Olimpíadas, foi divulgado também o calendário de competição dos Jogos, que está disponível na página do comitê na internet. (Agência Brasil).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014