Salve a Amazonia
22 de março de 2017
publicado às 08h12
Corredor Verde promete dar mais sustentabilidade ao ecossistema de Palmas

Corredor Verde promete dar mais sustentabilidade ao ecossistema de PalmasNa semana que se comemora o Dia da Árvore, os logradouros de Palmas já percebem mudanças nos parques e jardins, com um novo modelo de sustentabilidade. Frentes de trabalho iniciam a implementação do Corredor Verde, que chega para ligar fragmentos de áreas nativas da cidade que estavam isoladas e distantes uma das outras.

Para o diretor Parques e Jardins, Eduardo Pelaez, o Corredor Verde serve para combater o empobrecimento genético da flora e da fauna, pois em regiões isoladas os cruzamentos de plantas e animais tendem a ser com indivíduos com parentesco muito próximo. “Ao ligar esses trechos de mata com um corredor de árvores, aumenta a possibilidade de troca gênica e consequente aumento da diversidade e fortalecimento das novas gerações a sobreviverem a pragas e doenças”.

Quem passa pela NS-01, entre a LO-09 até a LO-15, já pode ver esse novo conceito de arborização. No local está em execução o Corredor Verde, com o plantio de um corredor de mudas nativas. “Essa ação é estratégica para sustentabilidade do município e cumpre o Plano Municipal de Arborização Urbana”, acrescentou o diretor.

No trecho estão sendo plantadas mudas de plantas frutíferas e não frutíferas, todas nativas da região, formando pequenos bosques nas áreas de verde e um túnel de árvores ao longo da ciclovia. O plantio foi feito nos dois lados da ciclovia, para que as pessoas possam trafegar com maior comodidade por um local ensombreado.

As áreas de preservação, próximo à região de hospitais na NS-01, se tornaram pequenos bosques. O paisagismo chega para embelezar a cidade; ordenar o estacionamento de carros que era feio de qualquer maneira no local; esterilizar o ambiente, que agora terá gramas e calçadas. Além de ser um local mais aconchegante e de convivência, principalmente para aqueles que esperam por atendimento médico, ou esperam por algum familiar.

Outra frente de trabalho atua na NS-04, entre as quadras 1306 e 1304 Sul, no paisagismo do canteiro central, rotatórias e áreas verdes. Calçadas e ciclovias também foram contempladas com o Corredor Verde. Por ser uma região mais povoada, árvores frutíferas de pequeno e médio porte foram priorizadas nos plantios dos bosques.

Ao todo foram plantadas mais de 1400 espécies, com 32 variedades de mudas, na NS-01 e na NS-02, dentro deste novo conceito de sustentabilidade. Dentre as espécies contempladas destacam-se árvores como pau-ferro, angico, Angelim, cega-machado, goiaba, pitanga e acerola.

Segundo o diretor de Parques e Jardins, o objetivo da Prefeitura é levar esse novo conceito de sustentabilidade, o Corredor Verde, para as demais áreas da cidade.

Cesamar

O cartão postal da cidade não ficou de fora dessa nova reestruturação. No Parque Cesamar já iniciaram os trabalhos de manutenção e revitalização, com substituição das árvores mortas e em locais inapropriadas, conserto de áreas assoreadas e meio-fio, pintura dos equipamentos infantis e das academias ao ar livre.

Parques e Jardins

A Diretoria de Parques e Jardins da Prefeitura de Palmas fez uma vistoria “pente-fino” em todas as praças da cidade, a fim de fazer um levantamento das necessidades de manutenção e conservação de cada uma. E já iniciaram os trabalhos de poda, roçagem, limpeza, retirada de galhada e pintura dos equipamentos de playground e academia ao ar livre.

A Avenida Teotônio Segurado, que corta Palmas de Sul a Norte, também recebe ações de roço e poda de árvores. Todo o material recolhido da poda de árvores é levado para ser triturado, e depois é aproveitado na compostagem, transformação desse lixo orgânico em adubo.

Viveiro

As flores que embelezam os jardins de Palmas são produzidas no viveiro municipal. Atualmente no local são produzidas espécies como ipê de jardim e bougainville de todas as cores. Para aumentar a produção dessas e de outras espécies de flores de época e ornamental, o viveiro passa por reforma e ampliação do espaço de cultivo. (Ascom – Palmas).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014