Salve a Amazonia
3 de setembro de 2015
publicado às 21h05
CPI do BNDES deve ter transparência nas investigações

CPI do BNDES_PeqComo membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, o Deputado Hiran Gonçalves (PMN/RR) quer transparência nas investigações dos empréstimos considerados suspeitos pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, concedidos tanto a empresas de fachada como a empreiteiras investigadas. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econô­mico Social concedeu, entre 2003 e 2014, financiamentos de R$ 2,4 bilhões para as nove empreiteiras citadas na operação. O requerimento de instalação pede, inclusive, a apuração de empréstimos classificados como secretos, concedidos a países como Angola e Cuba.

“Nós terminamos sem ter acesso a informações sobre investimentos importantes que o banco faz em alguns lugares desse mundo a fora”, afirmou o parlamentar. Ele observa que a instituição tem pelo menos 20 projetos no exterior. No seu modo de ver, “tem que se discutir o porquê da vantagem de o Brasil investir em alguns países, quando precisamos de infraestrutura nas áreas de portos, rodovias, ferrovias e aeroportos”. Para o Deputado Hiran Gonçalves, o que está acontecendo é “um grande plano de concessões no qual o Brasil investe em hidrelétricas, sistemas viários, em aeroportos e exploração mineral, mas fora do País”.

Criada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, no dia 17 de julho, a CPI do BNDES foi instalada na quinta-feira, 6, e vai investigar empréstimos considerados suspeitos pela Operação Lava Jato, concedidos pelo banco. O plano de trabalho da Comissão tem início na quinta-feira, 20, com o depoimento do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Luciano Coutinho, que mandou ofício ao colegiado se oferecendo para falar.

O Deputado Hiran Gonçalves defende que, ao invés de financiar empresas na África, o BNDES, como fomentador do desenvolvimento que utiliza recursos do Fundo de Amparo ao trabalhador (FAT) e de impostos, aplique mais recursos, prioritariamente, no Brasil. Na sua avaliação, “o País carece de infraestrutura e, com essa crise que gera desemprego, insegurança, inclusive, insegurança política, precisamos fomentar desen­vol­vimento aqui, para que possamos alavancar emprego e progresso para o bem estar dos brasileiros”.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014