Salve a Amazonia
18 de setembro de 2017
publicado às 12h23
Curso de montagem de sistemas fotovoltaicos é oferecido a trabalhadores desempregados

Curso de montagem de sistemas fotovoltaicos é oferecido a trabalhadores desempregadosTrabalhadores desempregados da Capital terão oportunidade de se qualificar em um ramo de atuação em ascensão no Brasil participando de curso para montador de sistemas fotovoltaicos.  As inscrições já estão abertas para 50 vagas, oferecidas graças a parceira da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Sedem) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O curso é totalmente gratuito e é destinado a moradores da Capital a partir de 18 anos, com ensino fundamental completo, com baixa renda familiar e que estejam fora do mercado de trabalho.

Segundo a diretora do Bem Cidadão, Lucineide dos Santos, os interessados já podem procurar a Sedem, localizada na Quadra 502 Sul/ ACSE-SE 50 (na Avenida NS-02, atrás do Prédio dos Buritis). “O curso é totalmente gratuito. Neste primeiro momento serão duas turmas, mas já temos intenção de abrir outras em seguida”, afirma a diretora.

Para a qualificação dos participantes, as aulas são teóricas e práticas, com carga horária total de 160 horas-aula. As atividades iniciam no dia 25 de setembro, com término previsto para 27 de novembro.

“A conclusão do curso garantirá que o trabalhador possa atuar com montador de sistema fotovoltaico e também poderá atuar eletricista residencial”, lembra o consultor de mercado do Senai, José Jesuíno de Oliveira Neto.  Ele ainda explicou que o curso é possível graças a outra parceria nacional do Senai com a Schneider Eletric Brasil.

Ainda de acordo com o consultor, durante as aulas todos os equipamentos e materiais didáticos serão utilizados sem qualquer custo, serão abertas duas turmas, sendo uma à tarde e outra à noite. “Outras duas serão abertas ainda este ano e uma quinta no ano que vem. O que a gente quer é atender pessoas que estão em vulnerabilidades e risco social para dar oportunidade a ela e para a comunidade em que ela vive com a criação de projetos com energias renováveis”, esclareceu o consultor de mercado. (Ascom Palmas – Por Juliana Matos Edição: Lorena Karlla).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014