Salve a Amazonia
9 de outubro de 2017
publicado às 12h32
Donas de casa de Palmas aprendem a confeccionar sacolas sustentáveis

Donas de casa aprendem a confeccionar sacolas sustentáveisApós uma semana de muito aprendizado, as 15 donas de casa participantes da Oficina de Ecobags, realizada do último dia 2 até a manhã desta sexta-feira, 6, no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) da Arno 43, já estão capacitadas para criar suas próprias sacolas plásticas em casa e garantir um incremento na renda familiar por meio do reaproveitamento de materiais recicláveis. Além disso, as participantes foram instigadas a desenvolverem seu lado empreendedor.

 

Com aulas focadas na prática, em que cada aluna teve a sua disposição uma máquina de costura profissional, foram aprendidos conceitos de sustentabilidade, corte e costura básica e confecção dos moldes. Foram produzidas 40 sacolas, a partir de lonas publicitárias, com supervisão e orientação da costureira profissional Maria Oneide Assis. “O processo para a confecção das peças é bem simples e conta inicialmente com o corte do banner de acordo com o tamanho do produto a ser costurado. Depois é só juntar as partes na máquina de costura, tendo cuidado com o manejo e acabamento para que a peça fique bonita”, explicou.

A aposentada Marta Maria Cardoso, de 60 anos, que participa ativamente das ações no Cras, garante que a oficina foi para ela uma grande experiência. “Foi tudo maravilhoso e adorei a ideia de conseguir reciclar as lonas publicitárias. Passaram pelas minhas mãos umas 20 bolsas, algumas feitas exclusivamente por mim e outras com ajuda das colegas de curso e da professora”, explicou, garantindo que pretende juntar umas amigas e montar um pequeno negócio a partir do que aprendeu na oficina.

Fonte de renda

Para o secretário executivo de Desenvolvimento Social, Edson Fernandes de Deus, é preciso que exista uma mudança de hábitos de todos para que o consumo seja consciente e menos agressivo ao meio ambiente. “Se não fosse pela oficina, essas lonas seriam descartadas no aterro sanitário de Palmas. Mas com a criatividade dessas alunas foi possível criar lindas peças que podem ser usadas em qualquer lugar, desde a sala de aula até mesmo nas  compras na feira e supermercado, diminuindo assim a quantidade de sacolinhas que iriam para o lixo”, explicou, lembrando que a iniciativa abre opções para que elas consigam um dinheiro com o próprio fruto do trabalho.

Conforme a coordenadora de moda do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Fátima Cunha, esse trabalho ajuda a diminuir a poluição ambiental. “As bolsas têm o tamanho de 55 centímetros de cumprimento e 40 de altura e são bem resistentes e impermeáveis. Vale levar para a praia, supermercado, feira, academia e onde a pessoa quiser.”

Próximas oficinas

As lonas publicitárias utilizadas como matéria-prima para a confecção das peças foram doadas pelo empresário Carlos Dantas,  que atua no ramo da comunicação visual em Palmas. Em parceria com o Coleta Palmas, programa de reciclagem da Prefeitura, foi arrecadado cerca de 100 metros de lona, que também serão utilizados em mais duas oficinas previstas para acontecerem de 9 a 13 de outubro, no Cras de Taquari, e de 16 a 20 de outubro, no Cras do Morada do Sol.

Os interessados devem procurar um dos dois Cras para a realização das inscrições. Importante destacar que os cursos e oficinas que acontecem nos Cras são gratuitas.

As oficinas são fruto de uma parceria entre Prefeitura de Palmas por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego, Secretaria do Desenvolvimento Social e Fundação Municipal de Meio Ambiente, com parceria do Senac. (Ascom Palmas).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014