Salve a Amazonia
14 de janeiro de 2018
publicado às 11h32
Elefante Babu morre aos 25 anos no zoo de Brasília

Elefante Babu morre aos 25 anos no zoo de BrasíliaO elefante Babu, aprisionado há 22 anos pelo zoo de Brasília, morreu na noite deste domingo após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Segundo funcionários que acompanhavam a rotina do animal, ele começou a apresentar um comportamento diferente de sábado para domingo, incluindo falta de apetite.

Mesmo sem um diagnóstico preciso, ele recebeu soro e medicação contra a dor. Babu vivia na companhia da elefanta Belinha.

Ele ficou conhecido por jogar terra nos visitantes, o que pode significar um claro sinal de estresse e incomodo pelo assédio dos frequentadores.

Babu nasceu na África do Sul e chegou ao local com apenas três anos. Ele morreu com 25 anos, quando a expectativa de vida da espécie é de 60 anos.

O Zoológico de Brasília já foi alvo de uma investigação do Ministério Público após denúncias de maus-tratos. Ex-funcionários do local afirmaram que faltava alimento para os animais e que estavam sendo ministradas medicações com prazo de validade vencido.

Um vídeo divulgado em 2015 mostrou o elefante Chocolate, resgatado de um circo pelo IBAMA e mantido na instituição, com inúmeras feridas na pele se lavando em um tanque. O mesmo elefante também ficou nacionalmente conhecimento após tentar fugir do zoo por não receber alimento, segundo denúncias.

Nota da Redação: Zoológicos e outros locais que aprisionam animais devem ser completamente extintos. Casos como o do elefante Babu servem para alertar a população mundial sobre a injustiça e crueldade escondida atrás de zoológicos e outros locais que mantém animais em cativeiro apenas para divertimento humano. É preciso clarear a consciência para entender e respeitar os direitos animais. Eles não são objetos para serem expostos e servirem ao prazer de seres humanos. As pessoas podem obter alguns minutos de entretenimento, mas para eles é uma vida inteira de exploração e abusos condenados pelo egoísmo humano. (ANDA).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014