Salve a Amazonia
24 de março de 2015
publicado às 21h31
Em Dia Mundial da Água, GDF reforça prioridade ao tema

16896560911_f8b01da496_zO Jardim Botânico de Brasília recebeu, na manhã deste domingo, 22, uma extensa programação voltada ao Dia Mundial da Água, comemorado neste domingo, 22 de março. Quem esteve no local pôde assistir a uma apresentação sobre os mananciais da capital mostrando que, apesar de não haver risco de crise hídrica para os próximos anos, há estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Agropecuária (Embrapa) que indicam a necessidade de medidas preventivas.

Pensando nisso, o governo lançou, durante o evento, o Mapa Caminho das Águas — uma agenda de mobilização sobre o tema para um período de quatro anos. De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, responsável pela consolidação do documento, poder público e sociedade podem sugerir propostas para colaborar com a pauta. Um exemplo de ação prevista nessa agenda é o zoneamento econômico-ecológico do DF, que visa à recuperação e à proteção das nascentes. A meta da pasta é que uma minuta de projeto de lei sobre o tema esteja pronta até julho.

Esses cuidados também visam à realização do Fórum Mundial da Água, que o DF sediará daqui a três anos. “Em 2018, Brasília vai ser uma referência nacional e mundial de uma cidade que despertou e colocou o desenvolvimento sustentável e a boa utilização dos recursos hídricos como prioridades, envolvendo toda a população”, idealizou o governador Rodrigo Rollemberg.

Parcerias
Na ocasião, o governador assinou, com a organização não governamental WWF-Brasil, a adesão ao movimento Hora do Planeta. Em 28 de março, alguns prédios como Congresso Nacional, Palácio do Planalto, Supremo Tribunal Federal, Catedral, Palácio do Buriti e Memorial JK serão desligados durante 60 minutos, em ato simbólico pela preocupação com o meio ambiente.

Uma carta de intenções entre o Jardim Botânico e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também foi firmada. O intuito do documento é fortalecer as duas instituições envolvidas, ampliar a capacidade de geração de pesquisa, produzir estudos científicos e desenvolver ações de conservação integrada.

O evento deste domingo contou com a participação de alunos, pais e professores de uma escola do Lago Norte e do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, que apresentou uma performance sobre a importância da preservação dos recursos hídricos.

Também estiveram presentes os secretários do Meio Ambiente, André Lima; de Saúde, João Batista de Sousa; de Educação, Júlio Gregório; de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Salles; de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal; os presidentes da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Maurício Luduvice; da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento, (Adasa-DF), Vinícius Benevides; do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas; e o diretor-executivo do Jardim Botânico, Jeanitto Sebastião Gentilini Filho. (Agência Brasília).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014