Salve a Amazonia
5 de junho de 2017
publicado às 08h51
Em Fórum de Governadores, Amastha apresenta Plano de Ação Palmas Sustentável

Em Fórum de Governadores, Amastha apresenta Plano de Ação Palmas SustentávelO prefeito Carlos Amastha esteve no Fórum dos Governadores do Brasil Central na manhã desta sexta-feira, 02, e levou a cada governador participante o Plano de Ação Palmas Sustentável, que aponta as potencialidades da cidade para o crescimento econômico, com abundância de recursos hídricos e grande potencial para geração de energia limpa. O evento reuniu no auditório do Ahãdu eventos, chefes e representantes do executivo de sete estados brasileiros com o objetivo de discutirem estratégias comuns para o desenvolvimento do centro do Brasil e integração desses estados.

“Com esse fórum dá para consolidar as ações de turismo, ações de desenvolvimento econômico e captação de recurso para toda essa região, que é carente, mas com potencial enorme”, afirmou o prefeito Carlos Amastha que é vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

O ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, presente ao evento, cumprimentou o prefeito e ressaltou a importância do fórum para pautar assuntos relativos ao crescimento do País. “Esse conjunto de governadores de estados é importante para a federação brasileira, pois pautam o crescimento do nosso país, pela força política e pela economia”, destacou.

Esse foi o primeiro encontro do Fórum que foi permitida a participação de prefeitos, conforme destacou o governador do Tocantins, Marcelo Miranda. “Pela primeira vez temos prefeitos nesse Fórum por entendermos a importância deles na construção de soluções. Nada mais oportuno que chamá-los para a discussão”.  Participaram ainda do encontro prefeitos das principais cidades do Tocantins, como de Gurupi e Araguaína.

Pauta

Dentre a pauta do encontro, a principal foi a votação para o ingresso do Maranhão, que agora passa a compor o Consórcio Interestadual do Desenvolvimento do Brasil Central, que até então era formado pelos estados de Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Rondônia.

Ainda foram discutidos assuntos como a equiparação das alíquotas dos principais produtos entre os estados; a compra compartilhada de medicamentos por meio do Brasil Central e o auxílio que pode ser prestados aos municípios.

O Governo Federal anunciou a ampliação em 94% dos investimentos para o Brasil Central. Os recursos somam R$ 2 bilhões foram contratados, entre janeiro a abril, por meio dos Fundos Constitucionais de Financiamento Centro-oeste (FCO) e do Norte (FNO). Esses fundos são voltados prioritariamente para empreendedores de pequeno e médio porte, contemplando inclusive agricultores familiares. A previsão segundo o ministro é que o FCO aplique R$ 10,2 bilhões e o FNO chegue a R$ 4,2 bilhões. Para ele os recursos aquecem a economia e geram emprego e renda.

Também participaram da reunião os governadores de Goiás, Marconi Perillo; Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azanbuja; Rondônia, Confúcio Alves; Maranhão, Flávio Dino; e os representantes do Distrito Federal e do Mato Grosso, o secretário Adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão, Dalmo Jorge Lima Palmeira e o secretário Executivo de Planejamento de Mato Grosso. O Fórum também contou com a presença de deputados federais, representantes das federações da indústria e do agronegócio, e de alguns prefeitos do Tocantins. (Ascom Palmas).

 

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014