Salve a Amazonia
7 de fevereiro de 2015
publicado às 00h17
Estado prepara distribuição de kits educativos e preventivos para o carnaval

Preservativos_CarnavalCom o foco principal na sensibilização da juventude, o Núcleo Estadual de Controle das DST/Aids prepara as ações para o período de Carnaval nos municípios que terão dias de folia. Até o momento, apenas Boa Vista, Pacaraima, Rorainópolis, Mucajaí, São Luiz e Caracaraí confirmaram programação. As atividades começam no próximo dia 09.

O estoque do Estado hoje é de 900 mil preservativos masculinos aromatizados. Só à população boavistense, o Núcleo disponibilizou 20 mil preservativos masculinos e femininos, para somar com o estoque armazenado. Os demais municípios contabilizam o que há em estoque, para solicitar a real necessidade. “Os municípios pedem mensalmente ou conforme a demanda espontânea, o quantitativo de insumo preventivo necessário”, explicou a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Luciana Grisoto.

A campanha será executada pelos Municípios e o papel do Estado é disponibilizar insumos de prevenção e materiais educativos. Na semana que antecede os dias da folia momesca, haverá blitz de prevenção às doenças, atividades educativas nas Unidades Básicas de Saúde e outras instituições, com distribuição de insumos.

Na programação de Boa Vista, haverá ações de testagem anti-HIV e Sífilis, e entrega de informativo educativo nas Unidades de Saúde, hotéis, terminal de ônibus, Pátio Roraima Shopping, Rodoviária Internacional de Boa Vista e Sindicato dos Taxistas dos dias 09 a 13. Enquanto no feriado (13 a 17) a mobilização será no Palco Velia Coutinho e Praça Germano Augusto Sampaio. A Campanha nas unidades de saúde continuará até o dia 20.

Quanto aos cinco municípios do interior, as atividades iniciam durante o feriadão, em dias alternados. Em Pacaraima e Rorainópolis será dia 13. No dia 14, em Mucajaí e Caracaraí e São Luiz. À confirmar. O município de Caracaraí será o único que terá ações educativas nas unidades de saúde.

Conforme a diretora, a Campanha de Prevenção às DST/Aids no Estado, aliada ao nacional, busca dar maior visibilidade às questões do viver com HIV/Aids e a importância do teste e do tratamento precoce. “Essa prevenção combinada é uma nova abordagem, no intuito de aumentar o foco estratégico em ambientes e populações prioritárias para acelerar a expansão do tratamento”, frisou

Luciana aproveitou para informar que toda pessoa com diagnóstico positivo são referenciadas ao SAE (Serviço de Assistência Especializada), onde são realizados os atendimentos médico, social e psicológico, visando a melhoria da qualidade de vida e na garantia do direito humano à saúde.

DADOS – Embora o Ministério da Saúde (MS) tenha como público-alvo na campanha jovens de 15 a 24 anos, a realidade em Roraima no ano passado foi outra, a faixa etária mais registrada é entre 30 a 39 anos, com 71 casos, entre 15 a 19 anos, foram nove diagnosticados. As informações são do Sinan-Net (Sistema Nacional de Agravos e Notificação). (Secom – RR).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014