Salve a Amazonia
19 de março de 2015
publicado às 20h39
Feira Mundial de Artesanato Indígena em Palmas

7094568a841d2236894291b2e92324b6O prefeito de Palmas Carlos Amastha e presidente do Conselho Deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-TO), Pedro Ferreira, assinaram na noite dessa quarta-feira, 18, o termo de cooperação com que visa fomentar o comércio na Feira Mundial de Artesanato Indígena e durante o Festival Gastronômico de Taquaruçu, incentivando o empreendedorismo.

Para Carlos Amastha, firmar a parceira com o Sebrae-TO vai aprimorar os dois eventos, por meio da qualificação dos comerciantes. Sobre o Festival Gastronômico de Taquaruçu, por exemplo, o prefeito adiantou que o intuito é preparar toda a culinária baseada nos produtos típicos da cultura indígena. Os participantes serão orientados pelo Sebrae-TO. “A pretensão é passar do alcance regional para o nacional. Neste ano, estamos pleiteando trazer Alex Atala, importante chef de cozinha. Na edição do ano passado, superamos o público de mais de 70 mil pessoas e acreditamos que, neste ano, vamos receber ainda mais. O apoio do Sebrae será fundamental na qualificação dos comerciantes, o que vai consolidar ainda mais o evento”, afirmou Amastha.

Sobre a Feira Mundial de Artesanato Indígena, o diretor superintendente do Sebrae-TO, Omar Hennemann, explicou que a parceira junto à Prefeitura já está dando frutos. Técnicos e especialistas em design já estão trabalhando com índios de etnias tocantinenses, no intuito de passar orientação sobre empreendedorismo, além de apresentar formas diferentes de embalar os produtos. “Já estamos visitando as aldeias. A ideia é trabalhar com eles, os artesãos indígenas, incentivando na elaboração de formas mais atrativas na apresentação dos produtos, na criação de novas embalagens para suas peças”, explicou Hennemann.

Além disso, de acordo com diretor-superintendente, será oferecida uma mega estrutura com loja informatizada para que os artesãos de outros países possam comercializar seus produtos, mesmo que não estejam participando pessoalmente da Feira. “Teremos uma empresa especializada nesse tipo de comércio, que vai gerenciar essa venda. Por exemplo, um artesão que estiver no Canadá poderá acompanhar online, em tempo real, a comercialização de seus produtos, e receberá o seu crédito, acompanhando todo o processo da compra”, afirmou o diretor-superintendente.

A Feira Mundial de Artesanato Indígena terá a participação de 30 países e vai ocorrer durante a realização dos Jogos Mundiais Indígenas (JMI), de 18 a 27 de setembro deste ano. Já o Festival Gastronômico de Taquaruçu, que está na 9ª edição, vai acontecer no final de agosto, como um pré-evento para os Jogos. O objetivo é envolver toda a cidade na temática indígena e consolidar Palmas dentro do circuito de turismo do país, atraindo estrangeiros e brasileiros. (Ascom – Palmas).

 

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014