Salve a Amazonia
7 de fevereiro de 2015
publicado às 01h02
Governo do Estado investe 14,5 mi em projetos de ciência e tecnologia

c8c948a8a9c38bad87c92cbffec5f202Pesquisadores mato-grossenses que buscam investimento para projetos de pesquisa, eventos científicos e bolsas de pós-graduação devem ficar atentos aos editais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) em 2015. O Governo do Estado vai investir R$ 14,5 milhões em cinco editais de apoio. O lançamento foi realizado pelo governador Pedro Taques, nesta sexta-feira (06.02), durante a aula magna que marcou o início do ano letivo na rede pública estadual de ensino.


Por meio dos editais, afirma o presidente da fundação, Antônio Carlos Maximo, “a Fapemat e o Governo do Estado, como um todo, cumprem com o seu papel no que tange aos investimentos necessários à pesquisa, formação de recursos humanos e a popularização da ciência”. A publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) deve ocorrer nos próximos dias. 


Do total de investimentos, R$ 5 milhões vão para o Edital Universal, um dos mais tradicionais da Fapemat. O programa visa apoiar atividades de pesquisa que promovam o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação. Serão destinados até R$ 50 mil para projetos coordenados por doutores e até R$ 25 mil para aqueles sob a coordenação de mestres. Como os projetos devem ser executados em 24 meses, o recurso será repassado em duas parcelas, uma por ano de execução, explica o presidente da fundação.


Para a formação de recursos humanos são três editais, sendo dois deles para bolsas. O governo vai investir R$ 5,3 milhões em 60 bolsas para mestrado acadêmico e 30 para doutorado, ambos para qualificação em Mato Grosso. Outros R$ 2,6 milhões serão concedidos para profissionais que residem no estado, mas estão matriculados em programas de doutorado (20 bolsas) ou pós-doutorado (10 bolsas) acadêmicos em outros estados. Os valores das bolsas serão repassados ao longo dos cursos, que variam de 24 meses (mestrado) a 48 meses (doutorado e pós-doutorado).


Ainda para recursos humanos, a Fapemat vai lançar um edital para financiar projetos de mestrado e doutorado interinstitucionais, os chamados Minter e Dinter. Nesse caso a fundação atua em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), instituição que, além de investir nos projetos, será responsável pela avaliação das propostas inscritoa. Para esse programa, a contrapartida do Estado é de R$ 660 mil.


Por fim, para a realização congressos, seminários e workshops destinados à ciência, tecnologia e inovação existe o Edital de Eventos, para o qual o Estado vai disponibilizar R$ 1 milhão. O investimento máximo é de R$ 40 mil para eventos internacionais, R$ 20 mil pra nacionais e R$ 10 mil para evento de âmbito local. (Gcom-MT).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014