Salve a Amazonia
22 de julho de 2015
publicado às 15h25
Hiran Gonçalves participa de palestra no Comando do Exército sobre integração da Amazônia

Dep Hiran Gonçalves_Exército-MedAcompanhado por um grupo de parlamentares dos Estados da Região Amazônia, o Deputado Hiran Gonçalves (PMN-RR) participou nesta quinta-feira, 18, de um café da manhã no Comando do Exército Brasi­leiro para apresentação do Plano de Desenvolvimento Socioeconô­mico Sustentável para a Amazônia Legal, do Programa Amazônia Conectada e do ProAmazônia.  O Comandante do Exército, General de Exército, Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, presidiu os trabalhos.

“Como amazônida, como um homem originário do Médio Amazonas e vivendo em Roraima, que é um Estado que não está integrado ao Brasil, até por conta de que nós não somos integrados por via rodoviária, via digital ou mesmo energética, acredito que este é um grande desafio proposto pelo Exército”, afirmou o Deputado Hiran Gonçalves.

Segundo ele, o grupo de senadores e deputados na Região Norte convidados pelo Alto Comando do Exército para conhecerem os projetos em primeira mão estão dando início a uma importante parceria. “Nós temos que estar comprometidos a apoiar esses projetos que são projetos grandiosos para a Amazônia e que vão gerar bem-estar e desenvolvimento para toda a região”. Para o Deputado Hiran Gonçalves, o Exército é o guardião da soberania e fator prepon­derante no desenvolvimento nacional e, principalmente, da Amazô­nia, porque é quem constrói as estradas, que faz a segurança, a integração e a atenção com os povos indígenas da Amazônia.

“Nós estamos vendo com otimismo estas ações porque a que se prospectar na Amazônia as nossas riquezas, a nossa biodiversidade para que nós possamos usar essas riquezas em benefício das pessoas”, disse o Deputado Hiran Gonçalves, lembrando que em Roraima, por exemplo, existem grandes reservas indígenas que são ainda “um vazio em termos de conhecimento em relação à biodiversidade e às riquezas”.

Na sua opinião, essas riquezas não são aproveitadas nem em benefícios dos indígenas que lá vivem e nem em benefício da população do Brasil, porque essas reservas estão no patrimônio nacional. “Estou aqui reforçando o compromisso que tenho com o Exército para que ele possa contar comigo no Parlamento no que for necessário para que com esses projetos apresentados possam ser desenvolvidos e que comecem a funcionar no breve futuro no país”.

Planos e Programas do Exército

Enquanto o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico Sustentável para a Amazônia Legal visa facilitar o cumprimento da missão constitucional das Forças Armadas, contribuindo para a consolidação da integração nacional, o Programa Amazônia Conectada caracteriza-se pela implementação de um backbone nos leitos dos afluentes da bacia amazônica, a partir do qual vários serviços serão disponibilizados para a população ribeirinha, incluindo ainda órgãos público, unidades de ensino e organizações militares. O backbone é um conjunto de pontos físicos de internet que transportam os dados entre diversos locais.

Já o ProAmazônia tem a finalidade de disponibilizar a infraestrutura dos Pelotões Especiais de Fronteiras, incluindo Roraima, Amazonas, Acre e Rondônia, para servirem de polos de pesquisas científicas na Amazônia Ocidental. (Benné Mendonça – Assessor de Imprensa).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014