Salve a Amazonia
5 de junho de 2017
publicado às 14h40
ONU abre concurso de vídeos para jovens que lutam contra as mudanças climáticas

ONU abre concurso de vídeos para jovens que lutam contra as mudanças climáticasJovens engajados em iniciativas para combater as mudanças climáticas estão convidados a participar de uma competição de vídeos promovida pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Vencedor receberá como prêmio uma viagem de ida e volta para participar da 23ª Conferência do Clima da ONU. Evento acontece em Bonn, de 6 a 17 de novembro.

Participantes devem ter de 18 a 30 anos. Para concorrer, os jovens deverão enviar um vídeo sobre um projeto que eles próprios criaram em um das duas áreas temáticas abordadas pela competição — “Cidades resilientes e respeitadoras do clima” ou “Oceanos e mudança global do clima”.

Além de participar da conferência, o premiado terá também a oportunidade de atuar como jovem repórter, auxiliando a equipe de redação das Nações Unidas com vídeos, artigos e publicações em redes sociais.

O prazo para participar da Global Youth Video Competition 2017 vai até 18 de agosto. O concurso é fruto de uma parceria entre a UNFCCC, o Programa de Bolsas do PNUD e do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF) e a TVE.

Como participar?

Para participar da competição, basta ter entre 18 e 30 anos de idade e fazer um vídeo envolvente de no máximo três minutos de duração, usando qualquer tipo de câmera. O vídeo deve ser enviado por meio do site tvebiomovies — acesse clicando aqui — e deve mostrar uma iniciativa criada pelo participante sobre uma das duas categorias temáticas: “Cidades resilientes e respeitadoras do clima” ou “Oceanos e mudança global do clima”.

Construir cidades e comunidades sustentáveis é um dos principais caminhos para a redução das emissões de gases do efeito estufa e para a adaptação aos impactos inevitáveis das mudanças do clima. Dentro dessa categoria, os vídeos devem mostrar iniciativas sobre um dos temas abaixo:

  • A implementação de ideias/soluções que levem em conta as questões climáticas sobre como promover a sustentabilidade em comunidades/áreas urbanas, incluindo ações sobre energia limpa, transporte limpo, hortas comunitárias, reciclagem e redução de resíduos e outros projetos para reduzir emissões;
  • A construção de resiliência a impactos climáticos, como ondas de calor e inundações, por meio do plantio de árvores por exemplo, aumentando os espaços verdes e criando barreiras às inundações;
  • Ações para aumentar a conscientização pública e advogar por mudanças no nível político no que tange à necessidade de redução das emissões de gases do efeito estufa e de construção de resiliência.

A segunda temática — “Oceanos e mudança global do clima” — chama atenção para as consequências do aquecimento global para os oceanos. Atualmente, os mares correspondem a 97% de toda a água do planeta. Eles geram emprego para 200 milhões de pessoas e são fonte primária de proteína para 3 bilhões de seres humanos. A degradação dos ecossistemas marinhos representa, portanto, uma séria ameaça a comunidades e a países inteiros.

Os oceanos absorvem grande parte do aumento da temperatura e 30% do dióxido de carbono produzido por humanos, o que está contribuindo para níveis mais elevados de acidez e de volume, ameaçando muitas comunidades costeiras. Dentro dessa categoria, os vídeos devem mostrar projetos ou ações sobre um dos temas abaixo:

  • A restauração de regiões pantanosas e de manguezais que atuem como proteção contra tsunamis e intrusão de água salgada;
  • A construção de diques e outros mecanismos de defesa contra o aumento do nível do mar;
  • O aumento do conhecimento científico para melhorar a qualidade dos oceanos;
  • Atividades que aumentem a conscientização pública sobre a necessidade de construir resiliência no que tange aos oceanos e às formas de reduzir emissões de CO2, para que os mares fiquem mais protegidos.

Vencedores da edição anterior

Na edição de 2016 da competição, os ganhadores foram Faouzia Bahloul, da Tunísia, e Phuong Vu Hoang, do Vietnã. Faouzia foi premiada pelo vídeo “Think Renewable”. O clipe mostra uma pesquisa conduzida pela jovem para produzir biogás com o auxílio de microalgas. Já Phuong Vu Hoang mostrou como ele conscientizou o povo vietnamita sobre as vulnerabilidades da população às mudanças climáticas.

 

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014