Salve a Amazonia
5 de abril de 2017
publicado às 14h39
Países latino-americanos e caribenhos reúnem-se no México para discutir adoção da Agenda 2030

Países latino-americanos e caribenhos reúnem-se no México para discutir adoção da Agenda 2030O México receberá de 26 a 28 de abril a primeira reunião do Fórum dos Países da América Latina e do Caribe sobre Desenvolvimento Sustentável, em que representantes de governos, instituições internacionais, setor privado, academia e sociedade civil se encontrarão para revisar os avanços e desafios da implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável na região.

O encontro, organizado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e pela Secretaria de Relações Exteriores (SRE) do México, será realizado na sede da SRE, conforme estabelecido em um convênio assinado em reunião entre a secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, e o chanceler mexicano Luis Videgaray, em fevereiro.

O fórum foi criado mediante a aprovação da chamada resolução do México no trigésimo sexto período de sessões da CEPAL — realizado em maio de 2016 na Cidade do México — e concebido como um mecanismo regional para a implementação e acompanhamento da Agenda 2030, adotada em 2015 pela Assembleia Geral das Nações Unidas e que estabelece 17 objetivos e 169 metas em diversas áreas do desenvolvimento até 2030.

Segundo essa resolução, o fórum será convocado anualmente pelo Estado-membro que tiver a Presidência do Comitê Plenário da CEPAL (atualmente, México), e se reunirá sob os auspícios da Comissão.

O fórum regional está aberto à participação de todos os governos da América Latina e do Caribe e de representantes de parlamentos nacionais, outros organismos do Sistema das Nações Unidas, organizações de integração regional e sub-regional, instituições financeiras internacionais e bancos de desenvolvimento, setor privado, academia e sociedade civil.

O mecanismo busca proporcionar oportunidades de aprendizagem entre pares por meio de exames voluntários, intercâmbio de boas práticas e discussão de metas comuns. Suas conclusões serão enviadas diretamente ao Fórum Político de Alto Nível (FPAN) sobre Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, mecanismo global de acompanhamento da Agenda 2030, que se reunirá anualmente no mês de julho em Nova York.

No encontro do México, será apresentado o primeiro relatório anual sobre o progresso e os desafios regionais da Agenda 2030, a cargo da CEPAL, bem como relatórios sobre as atividades relacionadas com a agenda realizadas pelos órgãos subsidiários intergovernamentais da CEPAL, por parte de cada um dos países que ocupam suas presidências.

Fundos, agências e programas do Sistema das Nações Unidas, organismos internacionais e instituições financeiras, representantes da sociedade civil, setor privado e outros atores relevantes apresentarão seus próprios relatórios sobre iniciativas vinculadas aos ODS.

Serão compartilhadas experiências sobre a preparação dos exames voluntários referentes à implementação da Agenda 2030. Neste segmento, terão especial protagonismo Colômbia, México e Venezuela, pois estes países já apresentaram seus exames ao FPAN em 2016, bem como os outros 11 Estados da região que entregarão este ano: Argentina, Belize, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Panamá, Peru e Uruguai.

Serão realizadas duas sessões especiais sobre ciência, tecnologia e inovação em prol dos ODS e sobre os meios de implementação da Agenda 2030, respectivamente. Além disso, haverá diálogos sobre a promoção da prosperidade, com ênfase nos Objetivos número 1 (pobreza), 2 (fome), 3 (saúde), 5 (igualdade de gênero), 9 (infraestrutura, industrialização e inovação), 14 (recursos marinhos) e 17 (meios de implementação e alianças mundiais).

 

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014