Salve a Amazonia
26 de fevereiro de 2018
publicado às 15h15
Palmas é um projeto para o futuro

Palmas é um projeto para o futuroCom apenas 28 anos, desde a sua inauguração, em 1989, Palmas é a capital planejada mais nova do mundo. A jovem cidade, e atual capital do estado do Tocantins, possui uma população estimada em 286 mil habitantes*, apesar de ser desenhada para acomodar até dois milhões de moradores.

Palmas tem sediado grandes eventos internacionais, como os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, o Ironman Brasil, além de festivais regionais de grande porte, como o Festival Gastronômico de Taquaruçu, distrito da capital, e o Palmas Capital da Fé, em alternativa ao Carnaval que já está fora do circuito de eventos da cidade há cinco anos.  A cidade tem grandes expectativas de crescimento e no setor de turismo não é diferente. Não há porque concorrer com o Carnaval do Rio, de Olinda ou outros grandes eventos pelo Brasil. A capital pode explorar o potencial de Palmas para o turismo de eventos, de negócios e com serviços de qualidade.

Turismo como negócio

Praia dos Buritis (Foto: Tárcia Oreste)

Construída propositalmente entre o Lago de Palmas e a Serra, a capital do Tocantins é favorecida por uma construção cênica, de clima agradável, com ventos amenos e calor que dura o ano inteiro. Para o presidente da Agência Municipal de Turismo de Palmas (Agtur), Cristiano Rodrigues, o turismo proporciona renda, gera negócios e, por isso, a capital tem investido fortemente em eventos, em saúde, em polos de turismo e na pesca esportiva.

“A cidade tem muitas oportunidades. As pessoas deixaram de ir à São Paulo, Goiânia ou Mato Grosso para vir à Palmas em busca de bons médicos ou a trabalho. Queremos nos transformar referência no turismo de saúde e ampliar o turismo de eventos, além de sermos porta de entrada para o Jalapão e outros pontos”, explica Rodrigues.

Crescimento Sustentável

Com um projeto para 20 anos de desenvolvimento, Palmas foi criada com o propósito de promover um crescimento sustentável e planejado da região Norte do País. “Aqui você pode começar certo e crescer com qualidade de vida”, afirma Cristiano Rodrigues.

Com mais de cinco mil leitos para acomodar visitantes e turistas, a capital tocantinense também possui ao menos cinco praias que circundam o Lago de Palmas, com destaque para a Praia da Graciosa, com um pôr do Sol encantador.

Quem estiver planejando uma viagem pelo Jalapão deve considerar a parada de alguns dias em Palmas para conhecer suas praias, fazer um voo de parapente pela Serra do Carmo (R$ 250 por pessoa) e aproveitar a alta gastronomia da cidade. A carne de sol de filé e o pirarucu ao molho de camarão do restaurante Cabana do Lago, da Chef Rosa Nunes, é parada indispensável, assim como o Raízes Gastronômicas, da Chef Ruth Almeida, com suas delícias regionais.

(Diário do Turismo – Reportagem de Tárcia Oreste).

 

Biografia

O secretário executivo da Agtur, Cristiano Rodrigues, nasceu em Itumbiara (GO), tem 42 anos, advogado e empresário, pós-graduando em Direito do Trabalho, técnico em Contabilidade. Foi presidente da ABAV-TO (Associação Brasileira de Agência de Viagens – Seccional Tocantins) por dois mandatos consecutivos, ex – conselheiro da ABAV NACIONAL, membro do Fórum Estadual de Turismo por 4 anos, co-fundador e ex-vice presidente do Palmas Covention e Visitors Bureau, ex Presidente da JARI-GPI (Junta de Julgamento de Recursos de Trânsito do Munícipio de Gurupi-TO); ex – assessor jurídico da ABIH-TO (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis– Seccional Tocantins) e da ABRASEL – TO (Associação Brasileira de Bares Restaurantes e Similares – Seccional Tocantins), representante da OAB no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, conselheiro estadual da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Tocantins, Presidente da Agência Municipal de Turismo de Palmas – Agtur de 2013 até dezembro de 2017, e está no segundo mandato como presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo das Capitais e Destinos Indutores – Anseditur.

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014