Salve a Amazonia
13 de janeiro de 2016
publicado às 11h38
Parque do Jalapão completa 15 anos como Unidade de Conservação Integral

Parque do Jalapão completa 15 anos como Unidade de Conservação IntegralUm dos pontos turísticos mais visitados do Tocantins, o Parque Estadual do Jalapão (PEJ) completou 15 anos nesta terça-feira, 12. Com uma área total de 158 mil hectares, o Parque se concentra no município tocantinense de Mateiros, sendo que seus limites atingem os marcos divisórios deste com os municípios de Ponte Alta do Tocantins, São Felix do Tocantins e Novo Acordo.

O parque é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral (UC) e foi instituído em janeiro de 2001. A criação da UC tem o objetivo de proteger a biodiversidade da região Leste do Estado do Tocantins, pois contém grandes parcelas do cerrado preservado, grande número de mananciais de elevada importância para as bacias hidrográficas. Para gerenciar e garantir a preservação, o Naturatins (Instituto Natureza do Tocantins) é o órgão responsável para realizar e executar a política ambiental do Estado.

Além dos atrativos, a região também é conhecida pelo artesanato. A natureza oferece aos moradores o capim-dourado e o buriti, que servem para a confecção de artesanato que, com a sua comercialização, garante o sustento das famílias.

O Parque

Localizado no município de Mateiros, as principais atribuições da Unidade consistem em promover ações voltadas para a preservação, fiscalização e monitoramento de toda área, incluindo os atrativos turísticos, além de promover trabalhos de educação e sensibilização ambiental entre os visitantes e as comunidades de seu entorno, assim contribuindo para o desenvolvimento regional sustentável.

Entre as atrações mais procuradas para as práticas de ecoturismo e visitação estão: a Prainha da Cachoeira da velha; corredeiras do Rio Novo; cachoeira do Vicente; Cachoeira da Velha; fervedouros; trilha da Serra do Espírito Santo, dunas; e Cachoeira da Formiga. (Suene Moraes / Governo do Tocantins).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014