Salve a Amazonia
7 de junho de 2016
publicado às 14h49
Prefeitura cria a Universidade da Maturidade de Gurupi

Prefeitura cria a Universidade da Maturidade de GurupiA Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria do Idoso e em parceria com o Centro Universitário UnirG, lançou nesta quarta-feira (25), a Universidade da Maturidade de Gurupi (UMG) no Centro de Treinamento Diamante Puro.

Serão ofertadas 80 vagas para inscrição e sem critério de escolaridade. As aulas da serão no Campus II da UnirG e no Centro de Vida Saudável todas as terças e quintas-feiras, das 14h às 17h. Idosos a partir de 60 anos poderão participar.

As aulas começam dia 2 de agosto.

Integração

O Prefeito assinou na tarde do mesmo dia o decreto que cria a UMG. “Essa Universidade será um marco para a vida desses idosos, que agora terão mais um impulso para qualidade de vida que merecem. Em toda minha vida publica, sempre priorizei esse trabalho com a terceira idade, e estruturando essa ação o ganho vai além dos idosos, mas para toda sociedade gurupiense”, comemorou o prefeito Laurez Moreira.

 

De acordo com a reitora do Centro Universitário UnirG, Drª Lady Sakay dentre os objetivos da UMG é a integração dos idosos junto ao Centro Universitário. “Com uma troca de experiências, esses idosos serão abraçados com as ações diárias de vários cursos da UnirG como educação física, medicina e fisioterapia que irão promover ações como dança, hidroginástica, oficinas, e claro, sem deixar de lado as ações na área educacional”, frisou a reitora.

 

Terceira idade valorizada

“A valorização com os idosos que a nossa secretaria vem mostrando já é exemplo para todo o estado, e a UMG vem também trazer aos colaboradores da UnirG uma forma de trabalho em que todos saem ganhando. É uma satisfação muito grande ter a UnirG como uma grande parceira dessa causa”, comentou a secretária do idoso Regiane Cruz.

 

Segundo Promotora da infância, juventude, educação e idoso, Jussara Barreira, o idoso de Gurupi agora pode contar com mais uma atividade, que estreita o laço com a qualidade de vida e ocupando o tempo ocioso. “Nossos idosos além de tudo podem contar com a luta diária do MP no intuito de por em prática seus direitos previsto pelo estatuto. Sem duvida alguma, estamos juntos nessa parceria que só tem a acrescentar na sociedade como um todo”, comentou a promotora.

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014