Salve a Amazonia
16 de abril de 2015
publicado às 12h31
“Recupera Cerrado” oferecerá experiência para preservar mananciais

GT_Recupera_Cerrado___Assinatura_480x360O Grupo de Trabalho Recupera Cerrado mobiliza instituições sociais e governamentais para iniciar sua estruturação,  e tem como primeira missão reunir atores e informações para a recuperação do bioma no Distrito Federal, até o dia meados de junho próximo. Depois de criar o GT por portaria, o secretário do Meio Ambiente, André Lima, tomou a iniciativa de oferecer  espaço à participação parlamentar.

Criado em março, a iniciativa reúne 21 entidades do governo do Distrito Federal, da UnB, do Governo Federal e da sociedade organizada. A portaria levou em conta  “o acúmulo técnico de experiências da sociedade civil e das instituições governamentais que atuam  na recuperação ambiental do DF, em especial nascentes e matas ciliares”.  E prevê a realização de seminário sobre o tema para reunir experiências em recuperação do cerrado para gerar subsídios técnicos, jurídicos e políticos.

O grupo submeterá à sociedade propostas de mudanças na legislação e na formulação de política pública sobre o tema. A assinatura da portaria, aconteceu no dia 21 de março durante a comemoração da produção do primeiro 1 milhão de mudas do Projeto São Bartolomeu Vivo. Estão entre os participantes o Ipoema, Funatura, Instituto Federal Brasília (IFB), Fundação Banco do Brasil, Instituto Sociambiental (ISA), Mutirão Agroflorestal, Centro de Recuperação em Conservação da Natureza e Recuperação de áreas Degradadas (CRAD) da Unb, Rede Terra, Rede de Sementes do Cerrado, WWF Brasil, UICN.

O secretário do Meio Ambiente, André Lima convidou ainda, em recente audiência na Comissão de Meio Ambiente da Câmara Legislativa os parlamentares para integrarem o grupo interinstitucional. “São organizações que fazem o plantio de mudas há mais de 15 anos e vão repassar essa experiência”, assinalou.

André Lima salientou aos parlamentares que é preciso aperfeiçoar a gestão dos recursos hídricos no Distrito Federal com as práticas de preservação e recuperação dos mananciais. “Estamos investindo muito para buscar água na bacia do vizinho. Precisamos trabalhar para desenvolver a recuperação dos mananciais para oferecer água à população”, concluiu. (Sema – Foto: Ipoema – Institucional).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014