Salve a Amazonia
5 de março de 2015
publicado às 20h23
Rio Acre continua a subir na capital

DCIM117GOPROEm reunião na sala de situação do Corpo de Bombeiros na noite desta quarta-feira, 4, o governador Tião Viana foi informado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) que o Rio Acre deve continuar subindo pelas próximas 12 horas em Rio Branco. A estabilização e vazante do rio não são possíveis de prever ainda, embora o rio tenha subido em menor velocidade nas últimas 24 horas. O rio atingiu no começo da noite a marca histórica de 18,40 metros.

A preocupação agora é com o sistema de abastecimento de água da capital. Se o Rio Acre chegar a 18,49 metros, o sistema de captação e tratamento da Estação de Tratamento de Água (ETA2) será comprometido, necessitando de interdição, já que praticamente toda a estação estará submersa. Ainda assim, o presidente do Departamento de Pavimentação, Água e Esgoto (Depasa), Edvaldo Magalhães, promete que estenderá o funcionamento da ETA2 até aonde for possível e pede que a população comece a economizar água.

Ainda assim, com uma expectativa maior de que a vazante do Rio Acre na capital comece ainda esta semana, o governador Tião Viana está preocupado com o momento posterior. “Em breve essas águas baixarão e teremos problemas talvez maiores que com a alagação no momento de limpeza e recuperação”, ressaltou o governador. Por isso, foi decidido que reuniões estratégicas irão ocorrer duas vezes por dia na sala de situação.

Mais 300 homens do Corpo de Bombeiros e Exército farão parte dos grupos que auxiliam a população afetada pela cheia do rio. O Corpo de Bombeiros já ordenou a volta de seus homens enviados para dar apoio extra a Brasileia e Xapuri. A Eletrobras Acre continua desligando a energia elétrica das regiões afetadas e pedindo a ajuda da população. Mais de 120 mil pessoas já estão atingidas pelos cortes de energia.

Atualmente 53 bairros estão atingidos pela alagação, prejudicando diretamente com a cheia 86.937 pessoas. Apenas a Terceira Ponte se mantém aberta com trânsito livre entre o primeiro e o segundo distritos. Prefeitura de Rio Branco e governo do Estado mantêm 26 abrigos funcionando. Juntos, eles possuem 9.251 pessoas até o momento. (Agência de Notícias do Acre).

Compartilhar
Notícias Relacionadas
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014