Salve a Amazonia
19 de março de 2015
publicado às 21h19
Semana da Água debate recursos hídricos com acadêmicos e profissionais

47438e7520a60089cd27566c4621ed9bCerca de 50 acadêmicos e profissionais estão debatendo questões cruciais a respeito dos recursos hídricos na “Semana da Água”, realizada no Horto Florestal pela Prefeitura de Cuiabá. Ao longo das tardes desta quinta e sexta-feira (19 e 20), biólogos e geógrafos conduzirão palestras a respeito da valorização, conservação e participação na gestão da água em nosso Estado.

O ciclo de palestras traz à tona questionamentos que visam mudar a perspectiva de acadêmicos e profissionais do ramo a respeito do seu papel diante da administração dos recursos hídricos. De acordo com Valdicléia Santos, diretora de Gestão Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, a preocupação do município vai além da conscientização em ações simples.

“Nós queremos fazer um levantamento das bacias hidrográficas do Estado e do Brasil para que possamos criar formas efetivas de preservá-las. Vemos que muitas Áreas de Preservação Permanente são invadidas e poucos sabem o quão danoso isso é para a nossa subsistência. Nascentes e olhos d’água são destruídos por invasões”, afirma.

Reunir jovens e adultos que já atuam no mercado de trabalho em palestras que fomentem discussões positivas é também um dos objetivos da “Semana da Água”. Para Valdicléia, a população precisa se conscientizar da importância da vegetação dentro e fora dos centros urbanos.

“Aqui temos futuros profissionais que podem ser influentes em se tratando da economia e preservação dos nossos recursos hídricos. Alimentando esse debate, revelando a importância do ciclo da chuva e do papel da vegetação para a absorção dela, vamos contribuir para uma conscientização maior a respeito da água e de seu valor”, diz.

Para a palestrante Leonice de Souza Lotufo, diretora regional da Rede Brasil de Organismos e Bacias Hidrográficas, o debate sobre a gestão participativa e compartilhada da água é essencial neste momento vivido pelo país.

“Minha palestra é exatamente sobre esta gestão participativa. A sociedade precisa estar inserida dentro deste contexto, participando além do básico ‘fechar a torneira enquanto escovar os dentes’. Quero estimular o papel da sociedade na gestão dos nossos recursos, gerando essa sinergia entre poder público e população. Afinal, a água é patrimônio da humanidade”, conta.

Para Bárbara Jardim, estudante do oitavo semestre do curso de Biologia, a lição mais valiosa ensinada até o momento é que “por menor que seja uma molécula de água, existe uma quantidade grandiosa de vida dentro dela e no futuro pode ser ainda mais difícil conviver com sua escassez, se não houver engajamento preventivo para sua proteção”. (Divulgação).

Compartilhar
Comentários 
0
Escreva um comentário

Portal da Amazônia Legal © Todos direitos reservados 2014